diversificação de investimentos

Os Perigos da Excessiva Diversificação de Investimentos

As virtudes da diversificação de investimentos são bastante discutidas no meio das finanças pessoais.

Entretanto, o excesso da diversificação de investimentos não!

Talvez isso seja compreensível. É comum investidores ouvirem que não importa no que eles investem, desde que seja os investimentos certos.

Usando o bom senso, entendemos que isso é pura tolice.

Em última análise, são as posições individuais que importam.

Diferente do que muitos pregam por ai, diversifique, diversifique, a qualidade agregada de uma determinada carteira de investimentos não pode exceder a qualidade individual de seus ativos.



Se você estiver sentado em uma pilha de lixo, adicionar mais lixo não o deixará mais seguro.

Contudo, deixo claro que não sou contra a diversificação! Levo bem a sério a expressão;

Não coloque todos os ovos em uma única cesta! 

Tão a sério que acredito ter exagerado…

Quando a Diversificação de Investimentos é MUITA em sua Carteira?

diversificação de investimentos

Há vários perigos em adquirir mais ações, títulos públicos, fundos imobiliários, debêntures… A lista pode ser bem grande. E isso já acarreta em um problema.

Gerenciar.

Eu até levo pelo lado bom quando vou preencher minha declaração de imposto de renda. Tipo, legal olha o tanto de ações que eu tenho participação!

Mas na hora de preencher se você não documentou tudo o que tem…

E quando a diversificação é muita? – De um modo geral, escutamos por ai que uma carteira de ações não deve ultrapassar 20 a 30 ações, cujo pesos individuais ficam em 3,33 a 5%.

Para exemplificar, em minha carteira de fundos imobiliários o MFII11 tem 12% de participação. Ou seja, 12% de peso.

Se eu tivesse 100 mil ao todo na carteira, estaria torcendo para não perder 12 mil…

Voltando, ter 30 ações ou fundos imobiliários é mais do que suficiente. Pois a excessiva diversificação claramente te deixará sem tempo de acompanhar os balanços anuais e, com isso, afetar o desempenho de seu portfólio.

Além de;

  • A Diversificação excessiva pode “sabotar” sua estratégia:
    Você pode começar a comprar empresas que a principio, não passariam em seus critérios devido a baixa participação em sua carteira. Neste ponto, Warren Buffet tem um conselho;

    Imagine que você tenha uma caixa com 20 compartimentos. Cada vez que compra uma ação, seus compartimentos diminuem. Ao completar todos os compartimentos, você não investe mais!
  • Ficar sem tempo de acompanha-los:
    Dependendo da quantidade que você tenha, ficará bem difícil prestar atenção em cada um dos seus ativos. E isso não é bom.
  • Aumentar seus custos:
    Não é só porque a corretora Clear cobrava apenas R$0,80 centavos não cobra mais nada por ordem que você vai comprar e comprar…

Há formas de diversificar sem aumentar custo, stress…?

Um jeito de diversificarmos sem sofrer com os pontos acima é utilizar fundos de investimentos.

Também podemos utilizar os ETFs, um tipo de fundo de investimento negociado diretamente via Home Broker.

Escrevi sobre alguns deles nos posts;

Se não sabe, investir em PIBB11 é o mesmo que adquirir 50 ações. Enquanto comprar IVVB11 é o mesmo que comprar 500 ações!

Está bom não?

Enquanto não temos ETFs para fundos imobiliários, uma forma de diversificar é usar os fundos dos fundos. Mas não acho interessante o investimento neles (mudei de opinião e contarei isso em um futuro post).

Quanto a renda fixa, há dois ETFs que olho com carinho. Um deles é o FIXA11, que já escrevi por aqui.

E o outro é o IMAB11, ETF exposto em tesouro IPCA de vários vencimentos.

Outro jeito que está disponível para nós diversificarmos sem sofrer com custos e stress são os robôs de investimentos

O blog Viagem Lenta está testando essa nova modalidade. Confira o teste comparativo de gestores digitais e seus robôs.

E caso você queira continuar colocando a mão na massa, também pode…

Estudar mais

É meio óbvio, mas sei que muitos investidores negligenciam isso. Infelizmente, muitos ainda ficam procurando na internet tudo bem mastigado, para assim somente abrir seu Home Broker, lançar a ordem e pronto.

Essa forma de investir é muitíssimo perigosa.

Ao agir dessa forma, o investidor está comprando a análise do outro, o objetivo do outro. Enfim, está dando o famoso tiro no escuro.

As vezes o investidor que publicou tal análise enxergou algo para o curto prazo, longo prazo. E você sem saber, comprou.

Portanto, estude para não ir na cola dos outros. O começo parece complicado, mas ao passar do tempo você vai percebendo que não é nada do que imaginava.

Você não precisa fazer contabilidade, economia… Nada disso. Alias, é um erro crasso acreditar que economistas dominam o mercado de ações.

Logo deixo a recomendação de um livro que ando utilizando para minhas análises de empresas. Quem acompanha o blog deve estar de saco cheio de tanto que eu falo nele.

Mas é porque é bom galera. É sério!

E esse livro é o Investindo para Vencer, livro onde o Mille, o autor, nos mostra como analisar empresas usando 4 pontos. Nos quais são Governança, Geração de Caixa, Produtividade e Endividamento 

E ele mostra bem num estilo passo a passo. Assim recomendo e muito sua leitura! Mesmo que você seja um iniciante na bolsa de valores, acredito valer a pena sua leitura.

Compre através do link acima e ajude o Investidor Inglês com algumas balas. 😁😁😁

Nota sobre a diversificação de investimentos.

Como comentado no inicio do post, acredito ter exagerado em meu portfólio. Não que eu tenha mais de 20 ações ou 20 fundos imobiliários…

Não, nada disso. O problema que identifiquei é a alocação de pouco dinheiro em muitas ações. O que adianta uma empresa subir 30, 50% se tiver apenas mil reais nela?

Logo, acredito que para quem está iniciando na jornada rumo a independência financeira, ultrapassar a marca de 10 ações não é vantajoso.

A menos que você tenha bala na agulha para começar, tipo seu aporte seja de 5, 10 mil reais.

Concorda?

Pinterest


See ya!

0 0 vote
Article Rating

Subscribe
Notify of
25 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Geração 65 | Liberdade financeira e vida equilibrada
2 anos atrás

Olá, Inglês. O interessante é realmente ter poucos ativos e de qualidade, sejam ações, FII, imóveis, CDB´s, etc. Ou seja, é muito importante estudarmos com cuidado cada ativo e acompanhar seus desempenhos periodicamente. Se o ativo é bom não é necessário ficarmos olhando o tempo todo o Home Broker ou preços de mercados, mesmo porque a intenção talvez não seja vendê-los mas formar um bom patrimônio gerador de renda passiva. Ter poucos ativos e diversificados segundo algum critério é o melhor dos mundos para quem procura a independência financeira. É muito melhor ter poucos ativos ótimos diversificados em 3 ou… Read more »

2 anos atrás

Olá II,

Eu concordo com você. Vejo muito comentários em um fórum por aí que isso não importa e cita exemplos do Peter Lynch que tinha mais de 1000 empresas em um fundo, mas eles esquecem que ele tinha bilhões e que é totalmente diferente para quem tem alguns milhares ou milhões.

Eu aporto cerca de 5,5k e tenho cerca de 25 ativos (Ações e FII) e já acho muito, pois fica difícil de acompanhar os balanços.

Abraços.

2 anos atrás

Isso mesmo Cowboy,

O Peter Lynch tinha mais de 1000 empresas e teve um resultado muito acima da média principalmente devido a várias "tenbaggers" (empresas que multiplam 10x de valor). Se você tivesse MGLU3 ou UNIP6 nos ultimos dois anos dentro da sua carteira, isto poderia superar todo o desempenho do restante da carteira.

Mas nós como investidores individuais temos que estabelecer a nossa própria estratégia e seguir o plano.

Grande Abraço.

2 anos atrás

Meu grande dilema hoje em dia, mesmo diversificado em dezenas de papéis meus ovos continuam na mesma cesta chamada Brasil… ai vc pensa em diversificar no exterior e topa com o problema da economia nos EUA estar no topo histórico, China é uma caixa preta para investir, Europa não anda pra frente…. cada vez mais difícil não diversificar em "lixo" como vc bem falou.

Sr. IF365

Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
http://www.srif365.com

2 anos atrás

Uma coisa que muitos não se atentam ao falar sobre ETF é que atualmente comprando ações diretamente existe vantagem tributaria, particularmente se for para investir em ETF prefiro renda fixa.

Leobino Araujo
2 anos atrás
Reply to  placeholder

Concordo muito! Sempre penso isso. Pra mim, o etf só faz sentido se vc usa a estratégia de alocacao de ativos em que vende ativos da rv ou RF pra rebalanceae a carteira, ou para investimento em ativos no exterior, como citado o ivvb. Agora, se a agora falada proposta de tributacao dos dividendos realmente passar, pode começar a fazer sentido.

Anônimo
2 anos atrás

Se a pessoa acredita no investimento que está fazendo não vejo tanta necessidade de investir em 10, 15 coisas diferentes.
Muitas vezes, principalmente em RV, quando se pulveriza muito os investimentos, dificilmente se consegue um retorno positivo já que sempre algumas ações cairão e ajudaram a diminuir os ganhos totais.

2 anos atrás

Excelente analise. Sempre pensei desta maneira. Se você diversifica (demais), acaba ficando na média. Agora, se diversifica com otimos aitvos, com certeza seu rendimento será maior. Nisso eu acredito.
Me lembrou muito o livro Os Axiomas de Zurique, do qual tem um viés especulador de que colocar em várias cestas não vai te deixar rico. Tive que filtrar muita informação de lá, mas ainda assim é um otimo livro para aprendizado e mindset.

2 anos atrás

Investidor Inglês,

Muitas vezes, a diversificação acaba se tornando uma verdadeira pulverização…
Por isso, é sempre adequado não nos distanciarmos muito de nossos objetivos, sempre de acordo com nosso perfil de investidor.

Em relação ao MFII11, agora é aguardar… Acredito que para muitos, isso gerou uma crise de confiança em FIIs.

Gostei da frase de Warren Buffet, eu ainda não conhecia. Faz muito sentido para mim.

Boa semana!
Simplicidade e Harmonia

2 anos atrás

Tudo besteira, desculpe. Ter menos ativos e estudá-los com mais afinco não reduz seu risco. A única coisa que reduz o risco, comprovável matematicamente, é a diversificação. Se vc tem 10 ativos em pesos iguais, seu risco é 10% em cada um. Se aumenta pra 20, seu risco é 5% Se aumenta pra 30, pouco acima de 3,3%. Isso é matemática e não se discute. Repito, estudar por 500 horas 10 ativos não torna ninguém imune a erros. Isso não é garantia de nada. Obviamente ninguém vai defender diversificar em lixo ou em ativos facilmente identificáveis como ruins (prejuízo recorrente,… Read more »

ATIVOS FOR CHANGE
2 anos atrás

Caro II,Diria que é um assunto intrigante para mim, pois ainda não tenho a conclusão disto para mim, embora reconheça alguns pontos:1) diversificação = diluir risco2) muita diversificação com poucos recursos = pulverizar + também é diluir riscos É também uma linha racional se, o perfil de investidor é B&H e investe em empresas com bons fundamentos (tantas quantas tiverem os critérios atendidos), este ciclo de diversificação e peso das carteiras vai se ajustando com o tempo, sobretudo, se pensarmos num período bem longo prazo, 20, 30, 40 anos. É claro que, quem investiu em Magazine Luiza há 2 anos… Read more »

ATIVOS FOR CHANGE
2 anos atrás

II,
Estamos juntos!
Um abraço
@[email protected] AFC

1 ano atrás

Bom dia II, muito bem colocado! Outra frase que adoro do Warren Buffet é : “A diversificação é uma proteção contra a ignorância. Faz pouquíssimo sentido para quem sabe o que está fazendo.”
Se você estuda onde por seu dinheiro,escolha e foque. Eu particularmente não gosto de ter mais de 5 ativos em minha carteira de ações/FII. Agora morando no Canadá devo dobrar mas mantendo 5 em cada país.
Parabéns pelo post!
Abraço.

Executivo Investidor
http://www.executivoinvestidor.com