HASH11, o ETF de Criptomoedas já está disponível!

Hash11, ETF de criptomoedas já está disponível na bolsa de valores!

Ontem estreou na B3, nossa bolsa de valores, o primeiro ETF de criptomoedas, chamado HASH11.

Eu não acompanhei, mas vejo noticias de que o mesmo estreou em forte alta (Subiu 12%).

Bela estreia não?

No mais, vejamos mais detalhes sobre este produto.

HASH11 – ETF de Criptomoedas!

hash11

O primeiro ETF de criptomoedas da B3 nas palavras de seu CEO…

Veio para facilitar a entrada de pessoas no universo crescente das criptomoedas e diminuir as oscilações de preço dos ativos.

Marcelo Sampaio – CEO Hashdex

A intenção deste ETF é diminuir o risco operacional e facilitar a entrada de investidores no mundo das criptomoedas.

Logo essa é uma forma de ter Bitcoins e Altcoins de uma forma segura. Contudo, ainda estamos falando de moedas digitais. Logo o risco em si dos ativos permanece.

Composição

O HASH11 tem em sua carteira as seguintes criptomoedas;

  • Bitcoin 72,41%
  • Ethereum 23,46%
  • Litecoin 1,46%
  • Chainlink 1,09%
  • Bitcoin Cash

Segundo informações, o fundo faz rebalanceamento a cada 3 meses e tem uma taxa de administração que eu confesso não ter compreendido.

Taxa de Administração

No site informa ser de 0,3%. Porém, há em letras menores dizendo que a taxa é de 1,3% considerando o fundo de índice ativo.

Novamente, não entendi. Preciso parar e ler com calma mais a respeito.

Metodologia do fundo

O fundo busca representar as criptomoedas de forma passível. Eles possuem umas regras rígidas para inclusão ou permanência das moedas digitais.

Aqui algumas das regras;

  • Ter um mercado ativo e que esteja listada no mínimo em três exchanges principais (eles tem uns critérios para estabelecer essas exchanges)
  • Suportar no mínimo duas custódias também definida a critério do fundo

E algumas regras para as exchanges;

  • Possuir rígidos controles de “Fork”. (Em breve escrevo explicando sobre o que é um fork de uma criptomoeda)
  • Cobrar taxas de negociação e estruturar trades que não interfiram com as forças de oferta e procura
  • Ter uma infraestrutura de TI Robusta
  • Evidência de cooperação com reguladores / aplicação da lei

Você pode ver essas e outros pontos da metodologia neste link (em inglês)

ETF – Exchange-Traded Fund

Os Exchange-Traded Funds nada mais são do que Fundos de Investimento Passivo. Este tipo de investimento busca seguir um índice ao invés de ter sua própria estratégia.

Portanto, temos ETFs que seguem índices de ações, commodities, juros ou uma combinação deles.

No Brasil, temos por enquanto apenas ETFs seguindo índices de ações como os dois oriundos deste estudo, BOVA e PIBB, no qual acompanham respectivamente o IBOVESPA e o IBr-X50.

Dessa forma também temos o SMAL11, índice que segue as Small Caps.

Nesta página da B3, você confere todos os ETFs disponíveis em nosso mercado.

Diferença entre um ETF e um Fundo de Investimento

Há muitas diferença entre esses investimentos. A primeira é que os ETFs você compra diretamente do Home Broker, enquanto os fundos você os contrata por intermédio das corretoras ou bancos.

Segundo que você não precisa de um Valor X para investir em um ETF assim como em fundos.

Exemplo;

  • Em alguns fundos de investimento é possível a entrada de valores à partir de R$ 1000,00.
  • Já em um ETF como o IVVB11, podemos comprar uma única cota por R$ 115,00 no mercado fracionário.

E para não me estender por aqui, aponto o famigerado come cotas. Os ETFs não sofrem com eles diferentemente de um fundo de investimento.

Caso não saiba, come cotas é;

Um apelido curioso dado à antecipação do recolhimento do Imposto de Renda em alguns fundos de investimentos. Esse sistema é chamado assim por deduzir semestralmente cotas dos fundos, em alíquotas de 20% a 15%.

Saiba mais sobre os come cotas aqui.

Entretanto, nem tudo é festa!  Os ETFs pagam 15% de imposto caso haja ganho de capital. Pois nesse tipo de investimento, não existe a isenção de vendas até 20 mil reais como nas ações.

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
10 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Renata
17 dias atrás

Foda, só se fala dessas porcarias de coins hoje em dia. Até parece investimento sério

Marcos
16 dias atrás
Reply to  Renata

Seria muita prepotência minha dizer que crypto é ou não um investimento, na duvida prefiro ter um pezinho nas cryptos caso torne-se uma revolução tão grande quanto a internet foi e não faltaram frases iguais a sua para criticar a tal rede mundial de computadores quando ela estava no início. Na minha humilde opinião é melhor ter um pouco para ganhar um dinheiro caso seja uma verdadeira revolução, dq ficar totalmente de fora e só poder torcer contra para não ter q passar raiva. Mas como sempre vai da estratégia de cada um, só o tempo dirá quem vai estar… Read more »

Last edited 16 dias atrás by Marcos
16 dias atrás

é 0.3 % o ETF brasileiro, pq ele usa 100% do dinheiro para compra um ETF das Bahamas e esse ETF que ele compra tem 1% de taxa. Somando os dois ~1.3%

15 dias atrás

Investidor Inglês,

Com a pandemia e o maior endividamento dos países, penso que as criptomoedas se tornaram novamente uma opção atrativa de investimento – de altíssimo risco.

Vejo esse ETF como uma boa alternativa, ainda mais se pensarmos que a taxa nas exchanges para transferir o BTC para a wallet é de 0,0004 BTC (mais ou menos 100,00 hoje). E no EFT, para valores menores, esse custo de 15% dos lucros acaba compensando mais.

Voltei a estudar sobre o assunto. Mas dessa vez, farei com mais cautela e com muito mais estudo prévio.

Um bom final de semana!

14 dias atrás

Comprei um pouquinho dele nessa semana, a intenção é acompanhar para entender como que ele se comporta.

Sobre criptomoedas, francamente elas me parecem altas hoje, mas também me pareciam altas em 2017 em US$ 15 mil e depois em US$ 30 mil, então talvez hoje seja uma pechincha ou talvez seja apenas o momento que antecede a explosão da bolha.

Vamos descobrir.

Abraços,
Pi