Onde investir: dicas com as melhores aplicações de 2021

Para definir onde investir, é fundamental analisar uma série de fatores, que podem ser essenciais para determinar o sucesso das suas aplicações.

Muitos acreditam que apenas especialistas do mercado financeiro, como trader ou investidor profissional, são capazes de fazer boas escolhas.

Não é o que veremos adiante no belo texto da Sarah Veloso.

Seguindo algumas dicas e recomendações, qualquer pessoa interessada na área poderá investir em aplicações com resultados favoráveis.

Por isso, selecionamos algumas dicas para você saber onde investir em 2021, e o que considerar antes de tomar essa decisão. Confira!

Como decidir onde investir em 2021

onde investir

Antes de mais nada, é importante ressaltar que não é possível definir uma única aplicação considerada a melhor para investir em 2021.

Isso porque essa escolha sofre influência de uma série de elementos, que tornam o investimento ideal para cada perfil. Ou seja, as melhores aplicações são únicas para cada pessoa.

Elas dependem, por exemplo, dos objetivos do investidor, do seu nível de risco e até mesmo do seu capital disponível.

Dessa forma, ao decidir onde investir, é fundamental avaliar esses fatores individuais, para poder estabelecer as melhores alternativas em cada caso.

Perfil de investidor

A princípio, é essencial conhecer seu perfil de investidor antes de decidir onde investir.

Essa determinação leva em conta, principalmente, a tolerância a riscos, ou seja, o quanto o investidor está disposto a arriscar em suas aplicações.

Por exemplo, um perfil conservador procura produtos mais sólidos, com taxas de rentabilidade mais estáveis, e menos riscos, como títulos do Tesouro Direto.

Enquanto isso, um perfil agressivo é o investidor com alta tolerância a riscos, que busca uma boa rentabilidade, mesmo com baixa segurança.

Nesse caso, as melhores aplicações para investir podem ser na Bolsa de Valores, atuando como trader, como Leo Nonato.

Por isso, determinar o perfil de investidor é um dos primeiros passos para começar a fazer aplicações.

Dessa forma, os produtos e os resultados poderão ser mais satisfatórios.

Objetivos financeiros

Além do perfil de investidor, outro elemento importante para avaliar antes de escolher as melhores aplicações são os objetivos financeiros.

Ou seja, o que você pretende com seus investimentos? Por exemplo, muitas pessoas buscam produtos que ofereçam segurança financeira no futuro.

Por outro lado, alguns investidores podem estar procurando resultados mais imediatos, como uma renda extra de curto prazo.

Nesse caso, os melhores investimentos para esses perfis serão diferentes, por conta das suas características e tempo de retorno.

Por isso, os objetivos financeiros também influenciam na escolha das aplicações.

Antes de começar, é importante determinar o que se espera do investimento, seu prazo de vencimento e rentabilidade.

Capacidade de poupança

Por fim, depois de determinar o perfil de investidor e os principais objetivos financeiros, é essencial traçar sua capacidade de poupança.

Isso porque muitas aplicações exigem um aporte inicial considerável, ou seja, um alto valor de investimento.

Além disso, diversas modalidades apresentam rentabilidades favoráveis apenas com investimentos mensais. Por exemplo, é o caso de poupanças tradicionais ou títulos públicos.

Assim, além de determinar o valor do seu patrimônio disponível para começar a investir, também é importante considerar o montante necessário para os próximos meses.

Quanto maior a capacidade de poupar, maior poderá ser a rentabilidade e os lucros no final do investimento.

Por outro lado, com uma poupança menor, talvez seja melhor avaliar alternativas mais acessíveis.

onde investir em 2021?

Quais os melhores investimentos para 2021?

Mesmo que os melhores investimentos dependam de uma série de fatores individuais, é possível decidir onde investir com base nas apostas do mercado.

Dessa forma, você poderá avaliar as opções mais cotadas com mais confiança, verificando se elas atendem às necessidades do seu perfil.

Por isso, confira algumas das melhores aplicações para 2021:

Private Equity

Basicamente, o Private Equity é uma modalidade criada nos anos 80, que consiste no investimento em empresas que possuem capital fechado.

Ou seja, suas ações não podem ser negociadas tradicionalmente na Bolsa de Valores.

Nesse caso, a aplicação costuma acontecer através de fundos de investimento ou por investidores particulares interessados em uma empresa específica.

Essa modalidade é uma boa alternativa porque seu investimento não depende, necessariamente, do comportamento do mercado.

Por isso, é possível optar por essa aplicação em qualquer momento, desde que esteja disponível.

Ações

Enquanto isso, as ações continuam sendo cotadas como um bom investimento para o próximo ano.

Mesmo investidores iniciantes, que ainda analisam onde investir, podem considerar a Bolsa de Valores.

Isso porque existe uma grande variedade de ações, com diferentes aportes e possibilidades de sociedade.

Além do mais, temos os ETFs, como BOVA ou DIVO, simplificando o processo de escolha ao alocar muitas ações em uma só

Dessa forma, o investidor poderá analisar o comportamento do mercado e optar pelas ações que melhor combinam com seu perfil.

Além disso, de acordo com o portal Estadão, a bolsa está se recuperando após a queda em 2020, por conta da pandemia de coronavírus. Assim, trata-se de um investimento interessante para 2021.

No entanto, para investir em ações é importante conhecer um pouco mais do mercado, para diminuir os riscos.

Por exemplo, é recomendável aprender com especialistas, como traders, e verificar as dicas de Leo Nonato para adquirir mais conhecimento na área.

Fundos imobiliários

Os Fundos de Investimento Imobiliários são uma das grandes apostas de 2021, também por conta da situação vivida no ano anterior.

Esse mercado registrou uma queda considerável, de modo que volta a se reerguer nos próximos meses.

Assim, pode ser interessante considerar a possibilidade de investir em FIIs, especialmente em galpões e shopping centers.

Além disso, essa área apresenta uma variedade considerável de opções para o investidor analisar.

Aqui mesmo no blog há um post mostrando como escolher seus FIIs.

Também conta com uma certa segurança, sendo uma aplicação indicada para a maioria dos perfis.

Renda Fixa

Os investimentos de renda fixa são uma boa alternativa para pessoas que avaliam onde investir em 2021.

Trata-se de aplicações sólidas, com baixos riscos e chances de prejuízo. 

Além disso, sua rentabilidade fixa permite que o investidor saiba quando terá no final do vencimento. Dessa forma, poderá se organizar com maior segurança.

Também são aplicações acessíveis, indicadas para pessoas que estão começando a atuar nesse segmento.

Tesouro Direto

Por fim, o Tesouro Direto compõe um dos programas de investimento mais seguros e confiáveis do país.

Isso porque ele é oferecido pelo Governo Federal, com chances quase nulas de inadimplência, e riscos muito baixos.

Ainda, o programa conta com diferentes produtos, baseados em indicadores como a Taxa Selic e o IPCA+.

Desse modo, sua rentabilidade é razoável, além de alguns títulos serem protegidos contra a inflação, o que preserva o poder aquisitivo do investidor.

Por conta desses benefícios, o Tesouro Direto é um dos investimentos mais recomendados para iniciantes, e também para todos os perfis.

Seus títulos são de longo prazo, o que torna essas aplicações ideias para reservas financeiras e aposentadorias, por exemplo.

Vale a pena avaliar onde investir em 2021?

Muitos investidores possuem aplicações de preferência, que atendem suas necessidades e cumprem seus objetivos. Por isso, não costumam avaliar onde investir nos próximos meses.

No entanto, pessoas que ainda estão avaliando podem, e devem, estudar todas as alternativas antes de tomar uma decisão.

Isso porque existem diversos fatores que podem influenciar nas melhores aplicações para cada perfil.

Assim, é importante considerar esses elementos junto com as opções de investimento disponíveis.

Além disso, vale a pena analisar as apostas do mercado, e as melhores aplicações na opinião dos especialistas.

Desse modo, será possível escolher os investimentos mais rentáveis, potencializando seus resultados e tornando sua experiência no mercado financeiro o melhor possível.


Finalizando o texto da Sarah, concluímos que não há um melhor investimento, se assim podemos dizer.

Afinal, isso varia de pessoa a pessoa. No caso do Investidor Inglês, hoje as opções são o melhor investimento de curto prazo.

Não é a toa que o post fixo deste blog é Por que usar Opções?

Há outros que preferem operar dólar, índice ou simplesmente, comprar mês a mês ações, fundos imobiliários ou mesmo renda fixa visando o futuro.

Contudo, existem ativos que podem ter um melhor desempenho no ano. Em 2021, reforço o ponto da Sarah sobre os fundos imobiliários de shoppings.

Assim, não espero que eles valorizem já em 2021 devido a situação de nosso pais. Mas assim que “voltar ao normal”, esses fiis tendem a performar melhor que os outros.

Outro ativo a ficar de olho é na renda fixa. A Taxa Selic está com os dias contados na casa dos 2%. Logo os pós-fixados tendem a melhorar seus rendimentos.

See ya!

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
3 meses atrás

Investidor Inglês,

Excelente post para quem está começando a investir. Bem didático e de fácil entendimento.

Meu post dessa semana é uma resenha de um livro sobre como Warren Buffet analisa os balanços de empresas. É uma daquelas leituras que valeu muito a pena.

Abraços!