Bom dia Investidor! Bate papo com o Inglês

Bom dia Investidor!

Hoje o texto não tem uma direção, é um bate papo mesmo entre o Investidor Inglês aqui, e você ai do outro lado da tela.

A intenção era trazer um texto falando sobre minha experiência em ser pai. Mas quem escreve sabe, não escreveu na hora em que o texto veio a mente, esquece.

Você nunca mais digita o que queria.



Pelo menos eu sou assim.

Entretanto, posso recorrer aos clichês da vida e dizer que está sendo uma experiência fantástica, onde troco muita coisa que gostaria de fazer para ter meu momento com a minha filha.

Ver o sorrisinho daquela menininha supre qualquer coisa.

E olha que estamos falando de um cara que ao adquirir algo, corre para desfrutar. Dias desse publiquei a difícil arte de gastar para um poupador. E enfim, comprei um monitor.

Junto com o monitor comprei um curso sobre opções.

Para esse alguém que fica desesperado em devorar o curso e usufruir do monitor, imagina não poder fazer isso por causa de alguém?

Se você é assim como eu, torturante não?

Capaz de você deixar essa pessoa de lado e ir fazer o que tanto quer.

Confesso que já fiz isso.

Mas ao se tratar da minha filha, esse desespero fica totalmente controlado. Como disse, ao tirar um sorriso de seu rosto já esqueço curso, jogos e qualquer outra coisa…

Tornar-se pai e principalmente mãe, faz isso com você. Primeiro é seu filho, depois você.

É por isso que o blog aqui anda meio de lado, sem posts mais elaborados.

O bom que contamos com a blogosfera. Um post que pretendo trazer a tona aqui, o Vida Rica publicou um complemento bem interessante.

Recomendo a leitura do post – Falando sobre a Inutilidade da Reserva de Oportunidade.

Interessante que se pegar uns posts antigos aqui do blog, eu cito em alguns que estava alocando uma parte nisso ou aquilo para aproveitar alguma oportunidade.

O texto acima tenta desconstruir essa minha visão.

Outro blog que anda trazendo conteúdo interessante diariamente é o Viagem Lenta. Destaco devido ao momento do nosso pais o texto – Preparado para abandonar a Renda Fixa e ir para a Renda Variável?

Com a tendência de queda da Selic, quem tem em seu patrimônio boa parte em renda fixa, terá que decidir se aceitará os menores rendimentos.

Caso contrário, terá que estudar migrar parte para a renda variável. Infelizmente (ou felizmente), os dias de juros altos por ora estão para trás.

E como disse acima, estudar.

Afinal, você não vai colocar seu dinheiro na renda variável só porque todo mundo está colocando. E principalmente, sem saber o que está fazendo.

Quem está começando agora no mundo dos investimentos, terá que estudar mais. 1% ao mês por ora ficou no passado. E isso nos obriga a tornarmos investidores melhores.

Logo eu vendi minhas CIEL3 para pagar o curso que mencionei mais acima. Como acreditava que seria exercido em CIEL3 devido as CALLs que vendi, logo recomprei elas e assim pude zerar minha posição em Cielo.

Com o valor, pago o curso e ainda monto operações que nele são apresentadas. Mas acredito que só com as operações já pagarei o curso, sobrando dinheiro para investir em algo.

Ou até aumentar as operações.

Mas o bom senso, e principalmente meu sono me dizem para começar pequeno. Um passo de cada vez.

See ya!


9 comentários em “Bom dia Investidor! Bate papo com o Inglês”

  1. Olá Inglês!

    Li agora um texto do Uó que fala exatamente de prioridades. E, no seu caso, nem é preciso comentar qual a prioridade extrema. Ter, ensinar e formar uma pessoa nesse mundo é uma das grandes satisfações que um homem pode possuir na vida. Acredite: muitos dissabores se perderão no tempo quando você notar o resultado desse "trabalho".

    Mas nunca se esqueça que esses são os ovos de ouro que entrega à sua filha. Cuide sempre da galinha. É esse equilíbrio que dará a você esse sentimento no futuro.

    Obrigado pela citação!

    Grande abraço e excelente final de semana!

    Responder
    • Olá André!

      Já acredito que os dissabores se perderão só de olhar para o rostinho dela 😀

      E pode deixar, a galinha não ficou de lado não. Só tem um menor espaço ultimamente haha

      Opa, nós leitores que agradecemos os textos diários.

      Abração e excelente final de semana!

      Responder
  2. Caro II, bom dia!

    Discordo do post sobre reserva de oportunidade (acima citado) com toda as minhas forças. Quando a bolsa é só alegria, como agora, estes posts surgem. O pai dos investimentos citava de 25 a 75% em boa RF, não sou eu, foi Graham. Vou te dar um exemplo meu, OK? Estava com mais de 1,3 milhão em RF ao longo deste ano, foram vencendo alguns CRIs, CRAs, CDBs e fui realocando em FII de acordo com a oportunidade do momento e isso fez minha carteira bombar tanto na valorização, quanto no aumento dos proventos. Mas, havia preço e valor justos ou com desconto. Comprei IRDM11 abaixo dos 100 reais, hoje nos130. Mas comprei por que tinha dinheiro na RF para usar. RF não é comprar e esquecer, e pra usar de forma ativa, de acordo com as oportunidades. E não vejo oportunidade em coisas caras, simples assim.

    Quem fala que preço não importa, sugiro comprar sempre as coisas mais cara possíveis, desde um carro até uma casa, por que não? É a mesma lógica. Deveriam comprar dólar sempre que bater recorde de valor, comprar no supermercado mais caro, mesmo tendo um igual com desconto perto deste. É ilógico.

    Nem tanto ao céu, nem tanto ao inferno. Preço importa SIM, ou é normal fazer compras no lugar mais caro se podemos comprar com desconto? Ninguém tem bola de cristal, mas todos sabem quando o mercado está esticado ou está num buraco (aqui, basta ver P/L, dividendos, margem líquida, ROE e gestão da empresa cuja ação despencou e fica óbvio que está muito barata e mesmo para FII).

    As vezes, fazer nada é a coisa mais inteligente a se fazer nos investimentos (frase tirada do discurso de Jim Rogers). Buffet e sua Berkshire Hathaway tem em mãos hoje 122 Bilhões de dólares “parados” no caixa, seriam eles desinformados? (https://neofeed.com.br/blog/home/warren-buffett-tem-us-122-bilhoes-em-caixa-e-isso-nao-e-bom/). Não acho e vejo um alerta: o mercado está muito caro.

    Se existe um ativo ou investimento, mesmo privado (ex: sua própria empresa) que valha aplicar e que esteja subvalorizado ou com uma ótima expectativa de lucro acima da RF, invista com forças ali! Mas, sempre podem surgir oportunidades melhores, lembrando da regra de Pareto onde 20% do seu investimento te dará 80% do retorno – exceto, claro, que você aposte tudo num ativo específico e nada além dele, tipo uma única ação, FII, etc… e pode explodir de rico ou falir.

    Prefiro olhar hoje, com tudo que passei, os ciclos do mercado e tenho consciência de que não existe regra de bolo que diga a duração de um bull ou bear market. Porém, em ambos surge a irracionalidade e aí mora a oportunidade de enriquecer ou perder dinheiro. Em ambos, sabemos quando está caro ou barato, fatos são imutáveis.

    “É incrível como a muita gente confunde bull market (mercado em alta) com inteligência”, disse Jim Rogers, e seguiu: “Não tem nada como um mercado em alta para fazer as pessoas pensarem que são inteligentes. Todos os bull markets, bull markets seculares, terminaram em bolhas. Todo mundo persegue a sabedoria convencional, levando em consideração as notícias e indicações de compra, que são apresentadas ao investidor que pensa ser inteligente como se fossem oportunidades”.

    Dizer que ter aplicação em renda fixa é desnecessário, vejo como um erro, mesmo com a Selic em baixa – até por que, tem RF melhor que a Selic no mercado. O tamanho deste valor em RF é que precisa ser bem definido e escolhido pelo investidor.

    Agora, como “advogado do diabo”, eu também acredito no feeling do investidor consciente e bem informado, cujo grupo é a minoria de um vasto universo. Quem escolheu certos ativos e apostou tudo nele, por exemplo Guararapes e Ambev, tiveram alta de mais de de 5.000%, Magazine Luiza subiu mais de 2.200% em 5 anos, Ferbasa subiu mais de 23.000% (http://centraldoinvestidor.com/educacao/as-maiores-altas-dos-ultimos-20-anos/#_ftn3). Unipar, outra que explodiu, entre tantas outras.

    Responder
    • Bom dia caro Heavy Metal |..|

      Entendo seus pontos. E também acho um erro ignorar a renda fixa, mesmo no patamar atual.

      Mas entendo também o post sobre a inutilidade da reserva de oportunidade. Acredito que no começo do pequeno investidor, reserva de oportunidade e preço não devem ser suas prioridades, e sim, se habituar com o mundo novo.

      Digo isso baseado em minha experiência. Eu quando voltei para a bolsa de valores, estipulei um valor que todo mês iria para a bolsa independente do preço que a ação estivesse.

      Era um valor baixo, assim me permitia dormir tranquilo independente da oscilação do dia. Também, isso me ajudou a não ficar acompanhando o mercado diariamente.

      Depois de entender o básico de como o mercado funciona, e principalmente estar com o psicológico forte, acredito que o investidor pode optar em como irá gerir sua carteira.

      Se seguirá aportando todos os meses em uma carteira equilibrada ou se começará a explorar a reserva de oportunidade.

      Eu acredito que os dois caminhos são válidos, desde que o investidor estude-os.

      Responder
  3. Agora, a pergunta de um bilhão de dólares: como prever estas altas? Negócio que hoje dá lucro, amanhã pode estar falido e o investidor vai junto. Vide as empresas do Sr. Eike Batista, eram a coqueluche do investimento anos atrás.

    Mais uma vez, o equilíbrio é tudo na vida. Termos a hora de semear e a hora de colher, acho que a resposta final é “cada um escolha seu perfil de investidor e o risco que aceita correr”. Temos holders milionários e outros que se lascaram, temos quem tem sucesso com gestão ativa (que envolve alocar de vez em quando na RF, sem prazo para comprar novos ativos, sem pressa) e quem perdeu muito em fundos assim, que a estratégia deu errado e faliram.

    E a última pergunta: o que comprar agora? Parabéns pelo blog, vou te adicionar no meu Blogroll e se puder retribua.

    Responder
    • Exato meu nobre metaleiro. Estou respondendo seus comentários ouvindo os últimos álbuns de Metallica e Iron (Também ouvindo diariamente o último do Rammstein)

      Equilíbrio é a chave. Só que é uma chave que muitos parecem ignora-la. Depois não adianta reclamar porque as portas não se abrem não é mesmo?

      Obrigado! Já está adicionado!

      Responder

Deixe um comentário