O maior erro sobre dinheiro que cometemos, segundo Warren Buffet

Warren Buffet, um dos maiores investidores de sucesso no mundo, tem nos passado vários conselhos sobre dinheiro, como estes na imagem abaixo;

Porém, hoje ele nos mostrará sua lição sobre o maior erro que cometemos quando o assunto é dinheiro.

Qual é o maior erro sobre dinheiro que cometemos segundo Warren Buffet?



Essa pergunta foi feita em uma entrevista realizada por Dan Patrick Show. Abaixo a resposta de Warren Buffet;

Well, I think the biggest mistake is not learning the habits of saving properly early. Because saving is a habit. And then, trying to get rich quick. It’s pretty easy to get well-to-do slowly. But it’s not easy to get rich quick.

Abaixo sua tradução;

Bem, acho que o maior erro é não aprender os hábitos de se economizar cedo. Por que economizar é um hábito. E então, tentar ficar rico rápido. É muito fácil ficar bem de vida devagar. Mas não é fácil ficar rico rápido.

Aqui o grande ponto. Economizar cedo!

A mensagem subliminar que o senhorzinho nos passa nada mais é do que aproveitar a força dos juros compostos.

E quanto mais cedo você começar, mais os juros compostos trabalharão por você.

Aqui uma simulação grosseira para demonstrar o que estou falando. Um jovem com 20 anos guardando mensalmente R$1000,00 na poupança, atingirá o sonhado milhão aos 50 anos.

Se você já passa dos trinta (como eu) e almeja a quantia igual ao jovem ai de cima, você precisa poupar mensalmente cerca de R$2850,00.

Quase o triplo do que o jovem!

Não vou entrar no mérito das rentabilidades, pois é fato que com uma maior taxa podemos diminuir tempo ou aporte, ou ambos!

Já quanto a você leitor que passa dos trinta, não desanime!

É fato que teremos que nos esforçar mais para conquistar o sonhado milhão, quanto a isso, não há nada que possamos fazer contra os mais jovens.

Porém, lembre-se;

A corrida atrás do milhão é disputada apenas por uma única pessoa…você

See ya!


33 comentários em “O maior erro sobre dinheiro que cometemos, segundo Warren Buffet”

  1. Ótima lembrança Investidor Inglês.
    Poupar cedo é realmente um fator determinante pra alcançar a independência financeira.

    Quanto mais velho, mais altos precisam ser os aportes mesmo. Rentabilidade nem tanto, porque talvez não dê tempo de os juros compostos entrarem na curva exponencial máxima. Ou então, quando venham chegar nesse ponto, já se está com uma idade bem avançada.

    Mas da casa dos '30'? ainda se está em uma boa época pra começar e atingir à independência financeira próximo dos 60 anos.

    Seguindo o blog, abraços.

    Responder
  2. Fala Investidor Inglês

    O exemplo tupiniquim – em menor escala, e com menos glamour – é o Luis Barsi, que iniciou aos 25 anos e hoje é um dos maiores investidores pessoa física da bolsa brasileira.

    Ele foca bastante em Yield, é verdade. Mas isso não retira os seus métodos para escolha de ações, no qual invariavelmente é copiado por demais investidores bem sucedidos: empresas com boa gestão, com diferenciais competitivos no mercado, produto difícil de ser copiado, Fluxo de Caixa pujante,… Especificamente no viés pessoal, ele dificilmente vende as ações: realiza alienações apenas quando a empresa perdeu valor. Outro cara que tem uma visão muito interessante sobre escolha de ações é o Guilherme Affonso Ferreira. Ele utilizava o caixa excedente da empresa que seu pai comandava para comprar ações aos pouquinhos. Resultado; virou um dos maiores acionistas na época do Unibanco antes da fusão com o Itaú.

    Cada investidor desenvolve sua característica, mas a essência do investidor de sucesso no longo prazo parece ser resumida em poucas palavras.

    Cheers!

    Responder
  3. Olá II!

    Você tem razão: a força dos juros compostos é imensa.

    Acredito, entretanto, que o principal ensinamento dessa resposta de Trump é adquirir o hábito de não gastar com bobagens. Isso significa manter um padrão de vida compatível às nossas receitas. É um poderoso modelo mental. Ficamos mais fortes e flexíveis e, quando sofremos desavenças em nossa vida (como uma redução de fluxo de receitas), continuamos a gerar lucros para serem reinvestidos.

    Recomecei a leitura do Investidor Inteligente. Sempre quando releio um bom livro depois de anos, novos ensinamentos surgem em nossa mente. Passamos por novas experiências nesse período, e novos insights e interpretações sempre aparecem!

    Grande abraço!

    Responder
  4. IInglês,

    Duas considerações:

    1 – Semana passada uma amiga me perguntou se é simples assim ir comprando ações e reinvestir os dividendos durante uns anos e lá na frente a gente fica milionário. Eu respondi que sim, simples assim, basta começar cedo e ir aportando religiosamente todos os meses e ela disse que se fosse fácil teríamos muitos milionários e aí expliquei a ela que o problema é que as pessoas não acreditam e não possuem paciência pra fazer isso mas que é simples, é simples.

    2 – Quanto à idade para começar, a melhor maneira de pensar pra mim é: Onde você estava há 10 anos? Onde você quer estar daqui a 10 anos? O que você precisa fazer para estar bem daqui a 10 anos? E daí a gente percebe que se tivesse feito algo há 10 anos já teríamos algo hoje e como não fizemos, temos nada mas isso pode mudar a partir de agora.

    Abraço!

    Responder
  5. II, concordo com o conceito e vou um pouco mais além. Entenda poupar como "investir em si mesmo". De que adianta uma pessoa sem estudo (no sentido amplo da palavra, não "acadêmico") que ganha R$ 1.200,00 por mês, guardar R$ 200,00? Ela vai sempre viver uma vida de desconforto. Pegue esses R$ 200,00 e invista em você estudando, por exemplo. Com esse investimento, em breve seus R$ 1.200,00 se tornarão R$ 3.000,00, e aí sim você poderá guardar uma grana e também continuar investindo em você.

    Voltei a escrever! se quiser, da uma passadinha lá no meu blog!
    http://enriquecendo.club

    Responder
  6. Oi Inglês,

    Pois é, por mais sábio que seja o conselho do mestre Buffett, neste caso não consigo deixar de ficar frustrado por não ter iniciado meu projeto de IF mais cedo. Nesses termos, alcançar o sucesso deixa de ser difícil para ser um "fácil trabalhoso".

    Vou guardar esse post para mostrar ao meu filho quando fizer 18 anos de idade! eheheh

    Abraço!

    Responder
    • Olá DM!

      Cara não fique frustrado, não te levará a nada isso. Agora devemos olhar para frente! Eu também olho para trás e vejo que hoje poderia estar melhor. Mas passou e vejo como um aprendizado.

      Legal isso meu! que honra a minha! rsrs

      Abraço!

      Responder
  7. É isso ai!

    Quando se trata de conquistar a independência financeira, tempo é um fator fundamental e irrecuperável. Assim como muitos, também me arrependo de não ter despertado para o objetivo de conquistar a IF mais cedo.

    Por sorte sempre fui controlado financeiramente, mas nunca pensei num objetivo de longo prazo. Se tivesse essa mentalidade antes, certamente meu patrimônio seria bem maior hoje!

    Abraços!

    Responder
  8. Olá Investidor Inglês,

    Eu discordo do Buffett 🙂

    Não deixa de ser importante começar cedo, mas este não é o fator mais importante. Nessa idade precoce, as pessoas estão na fase de estudos ou de renda pequena. Não vai fazer tanta diferença assim no futuro.

    O que faz diferença é o sujeito aprender a gerar o maior valor possível para os outros, seja com negócio próprio ou numa profissão valorizada.

    É conseguindo uma boa renda que todo o resto se tornar possível de maneira mais certa e rápida.

    Abçs!

    Responder

Deixe um comentário