Alugar ou comprar carro, o que é melhor?

Alugar ou comprar carro, eis a questão que respondo hoje no Investidor Inglês!

Recentemente aluguei um carro da Movida e hoje vou contar para vocês a experiência. Aproveitando o gancho, contarei o porquê não ter um carro novo na garagem, e sim alugar pode ser mais vantajoso.

Vamos ver se compensa?

Primeiro, minha experiência com a Movida

Não foi meu primeiro aluguel de carro. Quando viajei para Maceió, tive a oportunidade de testar os serviços da Movida.

E ela foi escolhida principalmente devido ao preço. Na época foi a mais barata que encontrei.

Na viagem recente que fiz, a Movida também foi a mais barata.

Em Maceió, aluguei um carro popular. Lembro da facilidade até hoje. No balcão de atendimento do aeroporto mostrei a reserva, apresentei minha CNH e assinei o documento de retirada do veiculo.

Além de autorizar um valor em meu cartão de crédito.

Este valor fica em seu cartão até a devolução do carro. Acredito que seja a franquia do seguro, caso devolva com avarias, você já pagou por ela.

Caso contrário, o valor é estornado de seu cartão.

E essa facilidade é independente de carro, já que aluguei um carro bem mais caro e o processo foi exatamente o mesmo.

Bom, em Maceió, após a parte burocrática, você aguarda alguém da locadora vir te buscar e levar até o pátio de carros da loja.

Nada muito distante.

Já aqui onde moro, o pátio com os carros fica junto a loja.

Posso escolher o carro que vou dirigir?

alugar ou comprar carro

Sendo bem direto, não, você não pode escolher. A liberdade de escolha é restrita para quem aluga um carro em grandes períodos, tipo 1 ano para mais.

Isso é ruim para entusiastas de carro como eu. Afinal, o aluguel para mim é funciona também para dirigir carros que não tenho condições de manter.

Contudo, dependendo da loja você pode optar por um modelo de seu agrado. Em Maceió, lembro que o atendente me deixou escolher dentro da categoria que havia contratado.

Já onde moro, não tive essa opção.

Contudo, o destino quis que eu fosse viajar com o carro pretendido.

Na viagem que fiz para Ubachuva, optei em dirigir um SUV. A ideia inicial era ir de hatch automático, mas devido a não tão grande diferença de preços (cerca de 200 reais a mais), peguei um SUV.

No twitter cheguei a comentar como era dirigir um Jeep Renegade. Esse tuite rendeu muitos comentários.

Como a maioria era de desagrado, fiquei curioso e com vontade de dirigir esse carro.

Sei que soa sadomasoquismo. Mas é verdade, fiquei com vontade de “sofrer” na mão de um Renegade.

Contudo, a locadora não pediu minha opinião e logo me deu uma Renault Captur.

Motor 2.0, cambio de 4 marchas. Sai da locadora um pouco tímido. Mas aos poucos notei que nem era tanto minha timidez, mas sim a do carro.

Movimentar esse tipo de veiculo não é fácil, então não espere saídas voluptuosas. Talvez as versões a diesel desses carros te faça grudar no banco ao acelerar com mais vigor.

Problemas com o carro, o que fazer?

Enfim, ao pegar a estrada o carro deu um sinal de alerta. No painel uma mensagem de problema seguida de um ícone de um carro derrapando.

Mais que depressa parei o carro e entrei em contato. Após longos 20 min ao telefone, fui atendido e após explicar a situação, obtive duas opções;

  • Ser guinchado
  • Ir até a loja trocar de veículo

Enquanto esperava ser atendido, pesquisei sobre a mensagem e o ícone que aparecera no painel. E muito se falava sobre freios e controle de estabilidade.

Não iria prosseguir com um carro alertando sobre os freios, mas optei em leva-lo até a loja. Afinal, não estava muito longe dela e os freios estavam funcionando.

Chegado a loja e explicado o ocorrido, o atendente foi até o carro verificar. Ligou para a central, para uma loja Renault e disse não haver problemas em seguir daquela forma.

Eu me lembrando da experiência com um Renault Megane, me recusei a dirigir aquele carro.

Após um pouco de conversa e constatação de outro problema no carro (cambio automático com barulho em um carro com pouco menos de 3 mil KM), resolveram trocar o carro para mim.

Aqui uma observação sobre a Movida;

  • Você não consegue trocar por um carro de faixa de preço menor do que a contratada. Mas pode pegar outro de uma categoria acima sem custos.

E foi assim que me ofereceram uma Fiat Toro. Questionei se não havia outro carro, pois não estava afim de ir com um carro tão grande, apesar de me contradizer pois a Captur não é nada pequena.

Enfim, eu não queria a Toro e ao chegar na outra loja, não tinha carro da categoria que escolhi aqui, vi uma Renegade e questionei se não poderia pegar ela.

Sim, liberaram e pude ter a experiência de dirigir uma Renegade. Isso será papo para outro post, ok?

Alugar ou comprar carro?

o que fazer

Há diversas vantagens em alugar um carro ao invés de comprar um. Abaixo algumas delas;

  • Economia
  • Flexibilidade
  • Sem preocupações com manutenção, seguro, impostos entre outros
  • Dor de cabeça para vender? Não mais!

Talvez aja outras vantagens que não as enxergo. Mas acredito que as mostradas acima sejam as principais.

Vamos a elas.

Economia

Alugar um carro pode ser mais barato do que comprar um. E não estou falando nos números absolutos, o que seria muito óbvio.

Estou falando nos números finais, colocando tudo na ponta do lápis.

Como exemplo, pegamos um Volks T-Cross, carro avaliado por baixo em 70 mil reais.

Sabia que o aluguel anual desse carro está próximo dos 2 mil reais mensais?

E ao optar pelo aluguel, você não tem despesas com manutenções, seguros, impostos… E o vilão muitas vezes oculto da galera, a depreciação.

No aluguel você apenas coloca combustível e utiliza o carro.

Já quem opta em comprar, além de prover os 70 mil reais, que daria ai quase 3 anos de aluguel, tem que colocar na conta os gastos mencionados acima.

Seguro, manutenções (zero também tem), impostos… O ipva desse carro em São Paulo paga mais um mês de aluguel para terem ideia.

Não duvido que o seguro também pague.

E a depreciação, que costuma girar entre 10 a 20% ao retirar o carro da loja? Só ela já paga fácil umas 5 parcelas do aluguel.

Flexibilidade

O aluguel te dá flexibilidade. Tanto em escolher o carro que deseja dirigir, quanto ao custo que deseja ter.

Claro que há um contrato e as coisas não são assim, tão fáceis.

Contudo, é bem mais tranquilo trocar de carro alugado do que vender e comprar outro.

Sem preocupações com manutenção, seguro, impostos entre outros

Ao alugar o carro ao invés de comprar, você se livra dessas preocupações. Cotar seguro, confiar em oficina mecânica e pagar IPVA não fica mais a seu cargo, e sim da locadora.

Sua preocupação será apenas no tempo decorrido para ser atendido em uma emergência. Coisa que também acontece com um carro próprio.

Dor de cabeça para vender? Não mais!

aluguel é melhor do que comprar carro

E por último, cito a venda do carro próprio. Ao alugar, você não tem mais isso. Anunciar, lidar com compradores não será mais necessário quando se aluga um carro.

E agora, compensa comprar um carro?

Depois de tantas vantagens citadas ao optar pelo aluguel, talvez a pergunta correta seria se compensa comprar um carro, pois parece óbvio que alugar é a melhor opção.

Contudo, o aluguel não é para todos. Desembolsar a quantia de mais de mil reais mês a mês é salgada para muitos bolsos.

Inclusive o meu.

Logo alugar é indicado para pessoas com salários acima de 5 mil reais. Para pessoas que ganham menos que isso, comprar um carro ainda é a melhor opção, que com planejamento pode até adquirir um zero.

Entretanto, eu não deixaria de fazer as contas.

Sendo assim, a pergunta alugar ou comprar é respondida após fazer as contas.

Quanto o aluguel impactaria suas contas?

Quanto o carro impacta suas contas?

Com as respostas em mãos, você saberá optar por um ou outro. Claro, para aqueles que não tem problema com a falta de propriedade ao se optar pelo aluguel.

Gostou do texto? Compartilhe-o em suas redes sociais! Isso ajuda muito o trabalho do Investidor Inglês 😉

See ya!

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
8 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Juliano
7 meses atrás

Olá. Estes dias vi um vídeo falando sobre isso. A menina do vídeo faz uma boa explicação sobre isso e mostra um ponto de vista diferente… Vale a pena assistir!
https://www.youtube.com/watch?v=VBZJSYWlu2Q

7 meses atrás

Gostar de carro é uma maldição financeira.

Eu sou novinho, 23 anos, entrei agora na pegada de poupar, mas parte de mim está louco pra pegar um carro turbo pra ter uma emoçãozinha dirigindo.

Queria ser aqueles doidos que se contentam com um uno com ar e direção.

7 meses atrás

Fala Inglês! Eu acredito que a balança vai pender cada vez mais para o aluguel. Para compensar ter um carro, ele terá que ser de baixa manutenção, com pelo menos uns 10 anos e com uso constante. Se a pessoa não se enquadrar nesse perfil, alugar será muito mais vantajoso.

Paulo Henrique
7 meses atrás

Olá, eu iria trocar de carro esse ano, fiz várias contas e no meu perfil não compensa alugar, mas eu tinha um “pré conceito” bem grande contra o aluguel, hoje não tenho mais, acredito que em breve ninguém mais compra carro, a própria fábrica da Volkswagen está entrando nesse ramo de aluguel.