BOBR4 – A segunda da lista…

Continuando com a apresentação das empresas contidas em meu estudo, hoje vamos conhecer um pouco sobre a BOBR4.

No post de ontem, apresentei a IDNT3. Empresa melhor classificada segundo a fórmula. E como vimos…  Bom, confira lá!

Vamos ver o que a fórmula mágica nos reservou dessa vez.



Quem é BOBR4?

Fonte imagem: RI – Bombril

Está ai um cara que literalmente abraçou o papel de “garoto-propaganda”. Dificilmente ao vê-lo você  não o associa com a Bombril e seus produtos. Não é mesmo?

Caso não conheça, a Bombril é daquelas famosas empresas em que você não usa o nome do produto, e sim o da empresa. Assim como beber Coca-Cola, usar Cotonete, muitos dizem usar Bombril ao invés de esponja de aço. Já vi pessoas referencia-la até para comprar produtos da concorrência. 😀

E isso é um tremendo ponto positivo para a empresa. Claro, desde que saiba usá-lo.

Caso queira conhecer mais sobre a BOBR4, visite este link do RI da empresa. Você irá direto para a página com uma linha do tempo contando sua história.

E quanto a seus números?  Vejamos abaixo…

Análise superficial

Dei um pulo no mural do bastter e, o filme se repete…

Os dados não são nada bons…

Discussões?  Hmm, alguém de olho na cotação e só…

Sendo assim, resolvi esmiuçar um pouco a Bombril. Até para utilizar a planilha que o AportadorFinanceiro disponibilizou em seu blog.

Caso não a conheça, veja aqui.

Abaixo, os números que extrai do RI da BOBR4;

Infelizmente, não achei quando vão divulgar o quarto trimestre de 2017. Até para apurar certinho o porquê desta ação estar na fórmula mágica assim como a IDNT3.

Bom, voltando ao quadro, sinceramente nem sei por onde começar.

Lembrando que sou um mero novato em análise de empresas.

Assim, vou destacar itens que sempre destaco. Vamos a eles;

  • Lucro líquido negativo em 2014 e 2015. Em 2016 apareceu um lucro.
  • Patrimônio líquido negativo nos anos auferidos. Xiii…
  • Capital de giro também negativo.

Sem delongas, está ai mais um dos perigos em apenas utilizar uma suposta fórmula mágica para escolher ações.

Não custa lembrar que isso é apenas um estudo inicial, passando longe de ser recomendação de compra/venda!

Veja Também!

See ya!

0 0 vote
Article Rating

Subscribe
Notify of
15 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
2 anos atrás

II,

Gostei do seu post, assim como das análises anteriores. Simples e direto.

Abraços,

Empresa da prejuizo. Nem olho, acabou a analise ai. Hehe

Abraçao

2 anos atrás

Eu costumava fazer isso também, até ler Peter Lynch.
Existe um divisor de águas enquanto eu lia só Benjamin Graham e depois de ler mais autores além dele. Não estou criticando-o, é sério. Mas "existe vida além do prejuízo". Hehehe.

Quem ignora empresas com prejuízo pode ter perdido a Magazine Luiza em 2015.

2 anos atrás

Obrigado pela referência II, fico feliz em ajudar com a planilha.

Essa empresa tem patrimônio líquido negativo, não vale nem a pena continuar análise.

Em relação a empresas com lucro contábil negativo (lucro líquido), há situações que merecem ser observadas como por exemplo: TUPY3 que teve prejuízo mas manteve fluxo de caixa livre positivo e paga dividendos.
Há outras situações que podem impacta o lucro contábil mas não influencia o caixa, por exemplo: impairment de ativos, amortização, depreciação…

Grande abraço

2 anos atrás

Olá II,

Essa empresa teve uns lucros positivos em 2017, mas está longe de ficar ser boa.

Abraços.

2 anos atrás

Boa análise, apesar do pesares, sempre é bom conhecer todas as empresas, não necessariamente investir rs

Um bom critério para eliminar esses "micos" é a empresa ter pelo menos 5 anos seguidos de lucro.

Abraço e bons investimentos.

[…] BOBR4 […]