Quão rico você realmente precisa ser?

Quão rico você realmente precisa ser?

Revisando os posts do blogs, decidi trazer a tona esta reflexão sobre o quanto de dinheiro você realmente precisa.

Usando como inspiração o post How rich do you really need to be, que por sua vez é baseado na leitura do livro How to get rich de Felix Dennis, onde após a leitura de 70 páginas, não se nota nenhum “segredo” para se atingir a riqueza, mas um trecho vale a pena ser lido. Veja;

Escrevi este livro para demonstrar que tornar-se rico me deu a coisa mais preciosa da minha vida. E o que seria essa coisa mais preciosa que a riqueza pode te fornecer? Fácil, fácil… O tempo!

Tempo para ler e escrever poesias se eu quiser. Ou escrever um livro se isso me atrair. Tempo para viajar, caminhar em um parque, pensar, beber, sair com amigos e familiares… Apenas fazer qualquer coisa que não envolva o dia a dia de ganhar dinheiro sentado em uma cadeira no escritório ou na fábrica para alguém. Isso é o que o dinheiro pode fazer!

É ou não é o que buscamos com a independência financeira? 

Note que em nenhum momento o autor do trecho acima cita a quantidade de dinheiro que você precisa ter para ter tempo e viver bem. Ele não diz que você precisa ter os 5 milhões que citei dias desse.

Não, ele não diz.

No post gringo tem um trecho interessante também sobre pensar em trabalhar mais para conseguir mais dinheiro para comprar mais coisas! 



Por que trabalhar mais para comprar coisas que você já tem? Ou não precisa? Claro, as vezes precisamos comprar algo. Então, por que não procurar pelo mais barato?

economizar dinheiro

O Inglês e um amigo costumamos fazer a seguinte conta;

  • Você recebe sei lá, 20 reais por hora. Será que vale gastar 200 reais nisso ou naquilo, melhor, gastar 10 horas trabalhadas nisso ou naquilo?

Gastar seu precioso tempo para ganhar mais dinheiro do que o necessário é, portanto, antieconômico. Claro, ganhar dinheiro é bom, mas gastar tempo para buscar mais quando já se está no limite do que é possível com dinheiro (tirando itens de luxo, ai é outra história…) é simplesmente uma loucura.

Outro ponto aqui. Nós que estamos rumo a independência financeira temos como um dos maiores objetivos ganhar tempo com sua conquista. Mas se pensar bem, nós já temos tempo hoje. Tudo bem que não é seu boa parte das 24 horas do dia como queremos.

Trocando o trecho gringo por pensar em trabalhar mais para conseguir mais dinheiro para comprar tempo, também é importante refletir;

  • Terei energia para usufruir do tempo aos 50, 60 anos?

Será que vale a pena adiar sua aposentadoria por mais dinheiro?

E com isso sacrificar mais ainda o tempo que lhe sobra dia-a-dia?

Pense nisso.

Pinterest


See ya!

0 0 vote
Article Rating

Subscribe
Notify of
24 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments

Investidor Inglês,

Muito bom o seu post. O tempo é um dos bens mais preciosos que temos. E insubstituível: passou, não volta mais.

Por isso, precisamos ter muita sabedoria para não desperdiçá-lo tanto com coisas ou pessoas que não valem a pena.

"Será que vale a pena adiar sua aposentadoria por mais dinheiro?"
Respondo com outra pergunta do seu post: será que teremos tanta energia e disposição quando essa época chegar? Não me refiro a sair comprando tudo o que quer, mas a um equilíbrio entre presente e futuro sobre essa questão.

Boa semana,
Simplicidade e Harmonia

1 ano atrás

PErfeito, Inglês!

IF não é ficar nadando em dinheiro na caixa-forte, nem sair consumindo tudo para mostrar aos outros. É simplesmente ser protagonista em tomar a decisão que você desejar em relação ao seu tempo.

É um tema sobre o qual escrevo frequentemente no blog. Importantíssimo desfazermos conceitos errados e que fazem com que a IF seja tão incompreendida.

Grande abraço!

1 ano atrás

Tempo e saúde são as duas coisas mais importantes da vida, trabalhamos ao longo do tempo trocando esses dois "bens" por dinheiro para podermos quem sabe no futuro ter mais tempo e saúde…. ser humano é um bicho estranho!rs

Sr.IF
http://www.srif365.com

1 ano atrás

É por isso que vejo a enorme necessidade de equilíbrio. Quer buscar independência financeira? Ótimo! Desde que não deixe de desfrutar a vida durante a jornada. Privações? Sim. Sofrimento? Nunca! A jornada é tão importante quanto o destino. Ou mais.

Abraço,

ICV.

1 ano atrás

Sou testemunha viva disso tudo ai encima: medico há 33 anos, funcionario publico esperando a aposentadoria, clinica privada mais devagar, etc. Mas já construi meu pé de meia com alugueis e mercado financeiro e hoje me submeto a uma rotina diária ainda de ponto eletronico e outras situações complicadas só por estar preso à espera da dita aposentadoria. Porém hoje já não sou mais o mesmo fisica e psicologicamente como há 10 anos atrás. Então vem o conflito existencial: abandonar tudo a poucos anos de me aposentar ou viver com o que já tenho podendo curtir as coisas mais maravilhosas… Read more »

9 meses atrás

Se VC deixa de fazer tudo que é bom e agradável para fazer em um futuro incerto… Não eu não acredito nisto. Para quem tem família a dor é maior ainda. Se sua família não desfruta da mesma ideologia o que fazer?
Equilíbrio é uma virtude, poucos a conhecem.

9 meses atrás

Fala Inglês. Já havia comentado aqui, mas revisitando o post, percebi nesse último ano como alguns blogueiros têm exigido muito mais $$$ do que o necessário para ser livre financeiramente.

A não ser que o pessoal seja muito inseguro ou quer ter uma vida de milionário, acho que tem muita gente vendendo seu tempo ao trabalho por aí desnecessariamente. Se “amar” o trabalho, ok, mas sabemos que essa é uma condição muito rara de se encontrar…

Abraço!

9 meses atrás

São questões bem complicadas mesmo, não tem como sabermos como vamos estar, fisicamente e mentalmente, quando finalmente atingirmos nossa independência financeira. Por isso tem alguns gastos (financeiros e de tempo) que considero investimentos, boa alimentação, exercícios, lazer, descanso/dormir etc.
A ideia é chegar na velhice com uma boa qualidade de vida.

leo
9 meses atrás

O mais difícil é achar o equilíbrio aproveitar a juventude x chegar logo na IF. Bom, ao meu ver, qlq pessoa vive bem a partir de 2 dígitos de remuneração mensal (R$ 10 mil). Ao meu ver, chegou nesse nível de renda passiva (ou quase passiva), vc pode adotar hábitos simples e se dedicar ao que gosta, ainda que isso seja remunerado ou não…

Anderson
9 meses atrás

Tempo é muito importante, mas o te lo sem saúde não vale de nada. Nesta luta para alcançar a liberdade financeira uma parte da minha vida que não me descuido de forma alguma é minha saúde. Tempo e dinheiro sem saúde não valem de nada. Vejo vários blogueiros numa luta pra perder peso e não conseguem. Mantenho uma rotina semanal de atividade física e alimentação bem balanceada pra lá no final tentar chegar bem.
Anderson

Guilherme Soares
9 meses atrás

Qualquer pessoa que não tenha pelo menos 1 milhão de dolares em dinheiro não é rico. Não importa a realidade do país. Na XP a classificação é bem mais realista sobre patrimonio. até 500mil – baixa renda, 500-1milhão classe media baixa, 1 milhao a 3 milhoes classe media, 3mi a 10mi – classe media alta, 10mi + – rico

Anônimo
8 meses atrás

Excelente Reflexão Inglês.
Sempre pensei numa renda passiva de 50k, mas a verdade é que com um quinto disso daria para viver bem, com muito mais tempo. Com certeza é uma reflexão que terei que fazer mais a frente.