Debêntures Petrobras: Investir? Vale a pena?

Recebi ontem um e-mail da Rico ofertando as Debêntures da Petrobras. Sinceramente, em uma primeira vista, não me agradou muito os valores.

Contudo, você sabe o que é uma debênture?

Debêntures, o que são?

Segundo a própria Rico, debêntures são títulos de dívida. Hmm, complicou? Vamos lá, tentarei simplificar.



Debêntures, de uma forma simplista, nada mais são do que a empresa pedir dinheiro emprestado a você. Só que diferente daquele empréstimo que você faz a alguém sem cobrar nada por isso, a empresa em questão pede dinheiro mas te paga em troca!

Se quiser saber mais a respeito, inclusive os dois tipos disponíveis no Brasil, veja aqui.

Debêntures Petrobras – Vale a pena?

debêntures Petrobras

Em uma breve leitura do prospecto, identifiquei as 3 ofertas que a Petrobras lançou. Veja;

  • Atualização monetária + taxa interna de retorno do Tesouro IPCA + Juros Semestrais, com vencimento em 15 de agosto de 2026.
  • Atualização monetária + taxa interna de retorno do Tesouro IPCA+ com Juros semestrais, com vencimento em 15 de agosto de 2028.
  • Incidirão juros remuneratórios a ser definido de acordo com o procedimento de Bookbuilding, e, em qualquer caso, limitados a 110,50% da variação acumulada das taxas médias diárias dos DI.

Destaquei a única opção que achei interessante. Pois os outros não vejo dificuldades em encontrar nas corretoras ou até mesmo em alguns bancos. Estou errado?

Agradeço novamente o anônimo que me alertou sobre meu equivoco. Agora sim, as 3 debêntures ofertadas pela Petrobras.

O que acha dessa oferta? Eu acredito que só valha a pena encarteirar esse tipo de ativo se sua remuneração for maior do que a disponibilizada por bancos.

Como comentado em meu post – Que venha 2019, tenho uma meta de obter 12% brutos em cima do meu patrimônio no ano. E para não ficar somente em renda variável, estou buscando alguma coisa na renda fixa. Mas olha, está difícil hein?

Fiz um post para não descartar Tesouro Direto, mas pegar prefixado e IPCA está cada dia mais ruim com suas baixas taxas. E geralmente conseguimos coisas melhores com debêntures. 

Enfim, aguardo sua opinião sobre o assunto.

See ya!


31 comentários em “Debêntures Petrobras: Investir? Vale a pena?”

  1. Não sou da Rico. Mas pra mim isso tá muito ruim. A não ser a última com 110 do di. Mas atr isso vc consegue fazendo lci em bancos particulares… Não vejo vantagem nessas debentures. A não ser q vc va investir tão alto q qq centavinho a mais valha a diferença

    Responder
  2. Acho as debêntures são mais interessantes sim, pois pessoa física é isenta de IR, já os outros produtos fundos de banco não (come cotas), cdb (ir ao final) e acho difícil achar LCI/LCA (isentas de ir) com essas taxas sem um grande risco (e não são cobertas pelo FGC).
    Ressalvo que as debêntures tb não são garantidas pelo FGC, mas qto ao risco, cada um decide sua tolerância a ele.

    Responder
  3. Com o perdão da palavra, mas a sua breve leitura do prospecto o fez comer bola, essas debêntures que vc cita estão de fato no prospecto mas são apresentadas como exemplos de emissões anteriores que também são de responsabilidade do agente fiduciário desta emissão, Pentágono S.A. Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários.
    Na pág. 13 do prospecto estão os vencimentos das séries, e nas páginas 18, 19, 53, 54 e 55, os respectivos juros:
    1a, 2026, Atualização monetária + taxa interna de retorno do Tesouro IPCA + Juros Semestrais, com vencimento em 15 de agosto de 2026;
    2ª, 2029, Atualização monetária + taxa interna de retorno do Tesouro IPCA+ com Juros semestrais, com vencimento em 15 de agosto de 2028;
    3ª, 2026, incidirão juros remuneratórios, a ser definido 53 de acordo com o Procedimento de Bookbuilding, e, em qualquer caso, limitados a 110,50% da variação acumulada das taxas médias diárias dos DI.

    Responder
  4. A Petrobrás vive um momento interessante e promissor em termos de futuros resultados por conta da continuidade do seu programa de desinvestimentos, arrumação da casa o que vai tornar a empresa mais eficiente e rentável.
    MAS tem o GOVERNO no meio que sempre pode atrapalhar (mesmo sendo de uma pegada liberal).
    Ou seja: Tô FORA.

    Responder
  5. O meu acessor disse que a expectativa e fechar em IPCA+ 4.35%

    Adoro DEB inventivsda mas achei essa baixa e deve vir coisa melhor por aí. Acredito que com o BNDES fechando a torneira as DEB vão ser a preferência das empresas de infraestrutura na captação de dinheiro.

    Responder
  6. Sem querer desanimar ninguém, apesar de atípico, no ano passado, 110% do CDI rendeu menos do que a inflação apurada pelo IGP-M.

    Não quero dizer com isso que é um mau negócios, vou até avaliar nos próximos dias (a isenção de IR é uma grande vantagem), mas quem se interessar deve tentar entender o que poderá acontecer lá na frente também, e não só pensar na conjuntura atual.

    http://antipoda.com.br/

    Responder
  7. Posso ter entendido errado, mas na terceira opção, a debênture irá pagar no máximo 110,5%, mas o percentual final irá depender da demanda, ou seja, poderá ser menor que isso.

    Responder
  8. PRa quem for comprar debenture: compre com um dinheiro que nao vai precisar mais nunca na vida. Nao tem liquidez pra sair, é casamento! Pensem muito bem! Conheço varias pessoas que compraram debentures e nunca mais conseguiram sair, só consegue sair qnd o prazo termina e se por um milagre achar alguém pra comprar, vai ser com um deságio de 50% pelo menos! Cuidado pessoal!

    Responder
    • Todo titulo de renda fixa deve ser comprado pensando em manter até seu prazo final, seja CRI, CRA, DEB, CDB, etc….
      COm relação ao mercado secundário, tudo depende da atratividade do seu papel x as ofertas no momento que desejar vender. Se tiver pior vai amargar o desagio e se tiver melhor pode vender com ágio.
      Eu por exemplo, tenho DEB com IPCA + 8,55%, IPCA + 8,49% entre diversas outras acima de 7% e varias vezes a corretora me perguntou se quero vender(com ágio) e embolsar/antecipar uns 3 anos de rendimento.
      Por outro lado, se comprar um DEB hoje pagando IPCA + 4,35%, e se o juros futuros subir, só vai sair perdendo um bom dinheiro.

      Responder
    • Pela baixa liquidez e pelo prazo eu nao acho vantajoso os 110,5% do CDI, principalmente considerando que esse é o limite maximo e provavelmente vai fechar abaixo.Por outro lado, eu falo isso comparando com outras opções que tenho acesso como investidor qualificado e seria importante você ver as possibilidades que estão ao seu alcance e comparar.
      obs: eu sempre uso a calculadora do "euqieroinvestir" para comparar essas diversas modalidades de investimentos.

      Responder
  9. Realmente tem outros investimentos com retornos mais interessantes na minha corretora (CDB's principalmente: IPCA+5%, 122% do CDI, etc.), e todos com garantia da FGV. A isenção de IR atrai, mas não acho que seja suficiente. Sem contar que eu não gosto de títulos com juros semestrais. Prefiro capitalizar durante todo o período.

    Responder
  10. Gostaria de entender melhor qual o valor real que a petro pretende pagar. CDB é possível achar 120, 123 do cdi. LCI é possível achar 98 a 100% cdi . Debêntures no mercado secundário é possível achar IPCA + 6 a 7% (-IR). Qual a vantagem dessa debêntures tão longa ?… me ajudem a entender por favor. Obrigado

    Responder
    • Olá Rodrigo,

      A Petro está usando seu nome (e o governo) para ofertar esses títulos pagando menos que os outros. É basicamente isso, rs

      Sobre o tempo, isso é normal em debêntures, dificilmente você pega uma de 1, 2 3 anos. Difícil.

      Ah, e não temos o valor real do que ela vai pagar. Alias, temos isso somente na última série, onde sabemos desde o inicio que seu rendimento não passará dos 110% do cdi.

      Responder
    • Investidor47,

      Peguei uma deb na modal a 6,4% ou 6% + ipca. (Não lembro ao certo a taxa) Mas olha, na modal acho bem ruim o sistema de compras de debêntures. Comprei faz uma semana e até agora não aparece na página deles.

      Ao menos no CEI da bovespa aparece.

      Responder

Deixe um comentário