Roteiro de 10 dias pela Europa…

Enfim, sonho realizado. Confira aqui meu roteiro de 10 dias na Europa.

Nem acredito que fez 1 ano desta super viagem. Logo o jeito é matar a saudade atualizando este post.


Era para ser 10 dias em apenas um país, Inglaterra, como acredito ter comentado no blog. No fim, acabei conhecendo 3 países e 5 belas cidades.



E adianto, foi demais! Escrevo até para matar a saudade…

Roteiro 10 dias Europa Museu Louvre

Como montei o roteiro de 10 dias pela Europa?

Esse roteiro foi definido devido a uma promoção que vi no site Melhores Destinos. Até a promoção, a esperança em ir conhecer London estava cada dia mais baixa pois os preços não ajudavam.

Pois pagar 5 mil reais somente em passagens estava totalmente fora de cogitação.

Lembre-se que um dos lemas do blog é sobre economizar! Pois se você economiza, sobra dinheiro para fazer (leia-se aqui viajar) mais!

Ai entra o Melhores Destinos. Contudo, antes de fechar com o melhores destinos tentei contato com pessoas que trabalham em cia aérea, Skyscanner, entre outros e nada.

Infelizmente, nada de conseguir pagar pelo menos uns 3 mil reais nas passagens.

O desânimo batia a cada semana em que não conseguia compra-las pois estávamos em Junho e minhas férias e da sra Inglês seriam no começo de setembro.

Até que surge a promoção.

2,8 mil reais para ir a Milão. Não era Londres, mas pelo menos eu conheceria um pedacinho da Europa que tanto sonhava.

E para melhorar, como estava conversando com um agente de turismo, falei a respeito dessa promoção. Logo o agente consultou e disse ser possível conhecer mais dois lugares devido as paradas previstas na ida e na volta.

Com um acréscimo de 500 reais pude conhecer além de Milão, Paris e Amsterdam. Logo o acréscimo nos deu;

Imagina quão feliz fiquei com essa mudança? 

Afinal, a ideia lá atrás era conhecer a Inglaterra, melhor, Londres. Ou seja, se eu pagasse o preço pedido por ela, minha viagem teria sido para apenas um lugar, um país.

Claro que vale a pena conhecer apenas um lugar, país. Mas para quem não tem grana para viajar todo ano para a Europa, ou não imagina quando poderá voltar a visitar esse lugar, quanto mais lugares conseguir conhecer…

conheça!

Paris e a Chegada ao Velho Mundo

Bairro Montmartre

Chegamos em Paris por volta das 8 da manhã parisiense. Em horário tupiniquim devia ser umas 3 da madrugada. Portanto, ao entrar no aeroporto confesso ter batido um pouco de ansiedade devido a primeira vez a passar pela alfandega.

Felizmente, a nossa passagem pela alfandega foi bem tranquila. Sobretudo devido a passar sem responder pergunta alguma. Apenas entreguei meu passaporte e aguardei o carimbo.

Mesmo assim, não escapamos de problemas.

Explico. Em Paris, fechei nossa estadia pelo Airbnb. Consegui no bairro da foto acima por um belo valor. Mas tinha um detalhe, o check-in começava somente as 14!

Lembra que cheguei as 8? Sendo assim, o que fazer não? Até vi lugares para guardar as bagagens. Mas e o cansaço?

Depois de 12 horas de voo mal dormidas, como fazer alguma coisa?

Assim, descansamos em uns bancos no aeroporto mesmo.

Ainda bem que as horas colaboraram e com isso não demorou muito para pedirmos um Uber para ir até o apartamento.

Devido ao cansaço, na segunda-feira aproveitamos para relaxar um pouco no apartamento mesmo e depois demos uma volta no divertido bairro Montmartre.

Durante o passeio a tarde, paramos para apreciar a bela basílica Sacre Coeur. Aproveitamos para tomar café na escadaria que dá acesso a igreja. Logo após, conhecemos seu interior. Após uma breve contemplação, saímos dela e passeamos pelo bairro sem compromisso…

A noite aproveitamos para conhecer o famoso Moulin Rouge. Já na terça, logo cedo fomos ver ela…

A primeira vez na Torre Eiffel

roteiro 10 dias Europa

Vi na internet que um belo jeito de conhecer a famosa torre é chegar pelos Jardins do Trocadero.

E confirmo, realmente é demais conhece-la por lá.

Já a foto tiramos enquanto curtíamos o parque. Logo após seguimos para o próximo parque – Campos de Marte.

Depois de conhece-lo, fomos conhecer a outra obra de arte.

Paris merece mais dias!

Arco do triunfo roteiro 10 dias Europa

Depois de admirar essa obra que foi construída a pedido de Napoleão, terminamos nossa terça curtindo a Champs Elysee, outro parque e o Louvre (primeira foto do post).

O Louvre o conhecemos na quarta-feira, pois terça é fechado e mesmo se estivesse aberto não o aproveitaríamos pois estávamos mortos.

Museu Louvre obras de arte
É tanta coisa para ver nesse museu…

Na quinta-feira, partimos com muita dor pois tem muita coisa para conhecer em Paris.

Portanto, reserve mais dias para explorar esta belíssima cidade.

Milão e as Redondezas…

Sou muito grato ao agente de turismo ter me dado a dica de contratar um stopover. Milão não é um lugar para passar mais do que dois dias.

Em um dia você conhece a belíssima Catedral e seus detalhes, um museu ao lado dela e ainda consegui ir conhecer o castelo Sforzesco.

Castelo em Milão

Segundo histórias, Napoleão chegou a tomar este castelo. 😱😱😱

Apesar dos poucos lugares para conhecer, nos divertimos muito em Milão. Primeiro ao chegar, embora tenha tido dificuldades em se comunicar, pois o atendente falava bem pouco inglês e o meu também não era lá essas coisas, consegui após idas e voltas comprar o bilhete de trem e pegarmos o certo.

Histórias em Milão roteiro 10 dias Europa

Nesse meio tempo conheci um japonês maluco e perdido como nós e um americano legal. Sem contar o tiozinho italiano que estava o tempo todo sentado vendo nossa correria para comprar e pegar o trem certo.

Em resumo, esse senhor nos ajudou a chegar até o hotel. Muito paciente e prestativo, o senhor praticamente nos ensinou como utilizar o metrô.

Logo após sua aula, chegamos ao hotel sem problemas e viramos fregueses desse sistema de transporte.

Improvisação no roteiro de 10 dias pela Europa: Lago di Como

Lago di Como

Como não havia necessidade de ficar mais tempo na cidade, nos aventuramos a pegar um trem e conhecer as redondezas…

Dessa forma conhecemos Lago di Como. E adianto, pra mim, foi um dos melhores dias da viagem. Embora a galera passou um pouco de medo, devido aos italianos mexerem comigo devido a camiseta que vestia de um time local, no fim foi bem divertido.

Também foi muito engraçado o dono da banca abandonar seu posto para vir falar comigo sobre a derrota do  “nostro time”!  haha

Sendo assim, aliado a belíssima cidade e ao espetáculo medieval que assistimos, foi um dos passeios mais legais que já fiz.

Espetáculo Medieval

Bérgamo

Em nosso último dia cheio em Milão, resolvemos conhecer mais uma cidade. E a escolhida foi Bérgamo. Primeiro porque ela é dividida em duas partes, nas quais chamam de cidade nova e cidade velha.

A cidade nova é ainda preserva muito do seu passado, mas sem deixar de se modernizar.

Bérgamo roteiro 10 dias Europa

Já a cidade velha, bem, essa cidade ainda é cercada por uma M-U-R-A-L-H-A!

Demais não?

Contudo, foi bem frustrante estar bem próximo de um item tão velho e interessante, e não conseguir ir!

Esquecemos de comprar as passagens de ônibus ao chegar na cidade. Pois a pé não aguentaríamos depois da maratona dos dias passados.

Bérgamo Portal

Ai me veio a cabeça – Chame um Uber Inglês! Mas é claro, como me esqueci disso. O porém é que não veio um mísero Uber para nos atender.

Sendo assim infelizmente, conhecer a Muralha ficou para minha próxima turnê em Milão…

Amsterdam… Magnífica!

Primeiramente, ao chegar em Amsterdam sabíamos que nossa viagem estava chegando ao fim.

Só nos restava 3 dias para conhecer essa cidade onde há mais bicicletas do que pessoas.

Amsterdam Bikes roteiro 10 dias Europa

Portanto, toda atenção é pouca para não ser atropeladas por elas…

A sra Inglês quase foi!

Engraçado que para muitos que contei esse destino, Amsterdam não parece ser um lugar interessante de ir.

E estão completamente errados!

Se der a sorte de pegar um solzinho como pegamos, você terá paisagens belíssimas para admirar. Depois dessas palavras da Uber, torcemos como nunca para que não chovesse…

Amsterdam também merece mais dias!

Olha a foto que tirei do topo do Adam Lookout

Amsterdam Adam Lookout

Comprei o passeio que incluía a visita ao topo do prédio, passeio de barco com destino a antiga fábrica da Heineken e visita a mesma.

Valeu cada centavo!

Nos outros dias conhecemos por exigência minha a Red Light 😈 (ir lá e não conhecer a rua das prostitutas seria um puta desaforo) e o museu Anne Frank, que por sinal é fantástico e triste.

Ah, Dica para visitar o museu Anne Frank!

Para visitar esse museu você precisa comprar BEM antes seus ingressos. Deixar para comprar chegando em Amsterdam é contar com MUITA sorte.

Depois que saímos do museu Anne Frank, a sra Inglês lembrou do filme “A Culpa é das Estrelas” que por sinal teve uma parte gravada na cidade.

Dessa forma, ela queria porque queria tirar uma foto em um banco que o casal do filme sentou.

Sendo assim, lá vai o Investidor Inglês perguntar para os holandeses se eles saberiam me dizer como chegar lá. E não é que me ajudaram? Em resumo, os caras pegaram nossos celulares e colocaram no Google Maps as coordenadas para chegarmos até o banquinho.

Conheça uma simpática cidade escondida dentro de Amsterdam.

Cidade escondida em Amsterdam

Outra cidade que não estava em meu roteiro de 10 dias pela Europa. Isso me lembra as improvisações em meu roteiro de São Paulo a Gramado.

Bom, mas graças ao GPS, conseguimos encontra-la já que esta cidade fica literalmente escondida.

Pois saiba que para entrar nela, você precisa passar por uma porta. É sério!

Logo após passar por uma porta que nos lembra a porta de um prédio comum, somos presenteados com uma bela cidadezinha em volta de uma igreja.

Na primeira imagem a porta de acesso a cidade! Fonte Imagem: Site Maior Viagem

E segundo o site Maior Viagem, o pátio interno cercado de 47 casas foi construído por volta de 1300 para servir de moradias a mulheres católicas que se dedicavam a caridade aos pobres e doentes sem fazer votos religiosos.

Elas se consideravam obrigadas a assistir à Santa Missa todos os dias, embora estivessem livres para deixar o local a qualquer momento para se casar. As chamadas Beguínas deram origem ao nome do local, que embora hoje não tenha mais nenhuma moradora dessas, ainda abriga mulheres e tem um clima bastante religioso.

Além do lindo jardim do pátio interno e das casas em estilo típico holandês, incluindo uma com faixada original de madeira (a de número 34), é possível conhecer uma pequena igreja bem ao centro do jardim e uma capela escondida, usada durante a perseguição aos católicos.

A entrada é gratuita e o local fica aberto diariamente das 09 às 17h.

Dica final sobre o roteiro de 10 dias na Europa

Enfim, esse foi meu roteiro de 10 dias na Europa. O roteiro que montei foi pensado em conhecer os principais pontos das 3 cidades.

Afinal, 10 dias é pouco para conhecer tanta coisa. Assim, é preciso foco! E acho que de tão focado que estávamos sobrou uns dias onde viajamos de trem para Lago di Como e Bérgamo.

Mas não pense que seguimos a risca uma planilha dizendo onde deveríamos ir e tal.

Não!

Não seguimos. No caminho sempre mudávamos a rota para ver algo que nos chamou a atenção. Aconteceu isso em Paris, Amsterdam…

Trace planos mas se permita flexibilizar!


No blog Viagemlenta, você pode ver novas ideias para sua próxima viagem a Europa. Infelizmente, uma das ideias que o André até havia me mencionado, não funciona mais.

Caso queira que eu acrescente algo, comente!

See ya!


39 comentários em “Roteiro de 10 dias pela Europa…”

  1. Muito interessante!!!! Tenho muita vontade de conhecer a França, Alemanha (mais sobre 2 guerra mundial), Polônia, a famosa e mais bela cidade da Europa (Praga), Holanda (Heineken né kkk), Itália (coliseu e tudo mais) e a Irlanda e Escócia.

    Responder
    • Cara, a França é demais! Quando voltar quero conhecer a Normandia, o palácio de Versalles e conhecer o interior da igreja de Notre Dame.

      Alemanha deve ser muito foda! Está nos planos daqui uns 2 anos. Vamos ver!

      Você vai curtir a fábrica da Heineken que agora é um museu. Bem legal ver a história dela. E isso é só um dos tantos atrativos que Amsterdam tem. Recomendo demais essa cidade.

      Responder
  2. Nunca saí do Brasil e deve ser mesmo muito interessante uma viagem dessas.
    Deve ser legal sair do roteiro turístico e conhecer um pouco desses países em sí. Bairros comuns, cidades fora do eixo turístico, o cotidiano do cidadão comum…
    Aí sim temos uma ideia de como realmente é o local e como ele funciona, mas para isso seriam necessarios muitos dias e fica dificil.

    Há vídeos de pessoas viajando pelo exterior de carro, ônibus etc. Passando por diversos locais, sem acompanhamento de grupos ou roteiros, deve ser legal também…

    A Europa correspondeu as suas expectativas? Algo te surpreendeu positivamente ou negativamente?

    Responder
    • É muito interessante sim Anônimo! Sobre sua pergunta, os pontos positivos são a sensação de segurança, transporte de fácil acesso…

      Pontos negativos? Poxa, em tão pouco tempo você fica tão deslumbrado que acho difícil dizer um agora. O que posso dizer é que achei o aeroporte CDG na França espartano, confuso talvez seja a melhor palavra.

      O mesmo digo sobre o aeroporto de Malpensa.

      Caso lembre de algo volto aqui comentar. Valeu!

      Responder
  3. Bom saber os valores tenho sonho fazer uma road trip ir pingando pela Europa
    sair de Londres, Alemanha Itália , Monaco , Espanha, Portugal ,ai volta França e Londres .
    Parece loucura mais já fiz uns simulados nos Maps è +- como ir de SP a Fortaleza e voltar.
    Carro , cama em Londres e Portugal eu já tenho falta calcular o "resto" .

    Responder
  4. Legal Inglês! Espero um dia poder viajar também. Você se comunicou com as pessoas nesses três países apenas em inglês? Mesmo as pessoas comuns da rua (como os italianos que falavam sobre o time, ou os holandeses que lhe deram o endereço no celular)?

    Responder
    • Fala Calvin!

      Cara viaje, é demais! E cara, se planejando, você consegue. E sobre os idiomas, praticamente só com o inglês. Na França usei as formalidades em francês, bom dia, boa tarde e boa noite e costumava agradecer em francês.

      Na Itália tentei, porém foi um pouco mais difícil. Já na Holanda, sem chance, só inglês mesmo hehe.

      Responder
  5. Olá Investidor Inglês! Que bom que fez esse texto. Além de matar a sua saudade, nos deu boas dicas de passeios. Viagem é também um ótimo investimento – pois sempre trazemos algo conosco e não necessariamente material – ainda mais quando bem planejada e conseguindo gastar menos e aproveitar mais. Valeu! Desejo que hajam mais textos de dicas de viagem da blogosfera/finansfera em breve! Abraços da família Sou Poupador.

    Responder
  6. Fala ae!!! Vim conferir a sua Eurotrip como você disse.
    Olha ano passado passei por Milão em UM único dia, confesso que me pareceu a mais "europeia" das cidades italianas dado o maior nível de organização (bem menos esculhambado que as demais cidades italianas).
    Chegaste em Milão a ir na igreja com as paredes todas feitas de ossos? (Chiesa di San Bernardino alle Ossa)
    Achei legal.
    Em Amsterdan eu curti uma viajem para Zaanse Schans, chegaram a ir?
    []

    Responder

Deixe um comentário