trava de baixa com call

Trava de baixa com CALL na prática!

Trava de baixa com call passo a passo a seguir!

Neste post vou mostrar como fiz minha primeira trava de baixa com CALL meio que passo a passo, além de;

  • Mostrar o lucro que obtive usando essa estratégia,
  • Como ela pode dar errado e seu prejuízo máximo,
  • Cenários de uso.
  • Plus na estratégia!

Sem mais, vejamos…

Trava de Baixa com CALL, como fazer? {passo a passo}

Após algumas simulações, pesquisas e um pouco de coragem, resolvi montar a operação abaixo;

trava de baixa com call

Trava de baixa com CALL é considerada uma aposta, na qual você acredita que a ação não vai subir ou vai subir pouco, sendo uma “boa escolha” para mercados de lado ou de baixa.

E acreditando que a Vale não subiria mais do que minha ponta comprada, ou seja, vale não passaria de R$ 19,85, resolvi apostar.



Essa operação consiste na venda e na compra de opções CALL de mesma série, ou seja, para o mesmo vencimento de opções.

E a venda é sempre da CALL mais próxima do strike da ação alvo e a compra sempre mais longe do strike da ação alvo. Exemplo;

  • XPTO3 cotada a 10 reais.
    • Uma possibilidade é vender CALL de strike 11 reais
    • comprar CALL de strike 12 reais

A trava acima tem diferença de strike de 1 real (12 – 11) formando assim seu risco máximo na operação, perder 1 real por opção.

Como a CALL de strike mais próximo do strike da ação tem mais valor do que a mais longe do strike, você monta essa operação recebendo dinheiro.

Logo para montar uma trava de baixa com call faça;

  • Escolha a ação alvo e consulte suas opções (Em 2020 costumo consultar o site opções.net.br)
    • Se acredita que a ação não vai subir ou subir pouco, a trava a se fazer é com opções OTM*.
    • Se acredita que a ação vai cair, pode fazer a trava com opções ATM* ou ITM*
  • Definido o cenário, abra seu homebroker e faça a compra e depois a venda das opções escolhidas!

Com a compra das opções primeiro e depois a venda, a maioria das corretoras entende que você fez uma trava.

Mas não custa entrar em contato antes para confirmar como funciona isso em sua corretora, ok?

Após montada a operação, basta deixar o tempo agir.

*ATM – At the money – opção com strike próximo da ação adjacente.
*ITM – In the money – opção com strike abaixo do valor da ação adjacente.
*OTM – Out of the money – opção com strike acima do valor da ação adjacente.

A minha primeira trava…

Montei a trava da figura acima no dia 26/02/2015 recebendo cerca de +-R$ 80,00. Este valor seria o lucro máximo caso as opções virassem pó (não foi o caso).

Conforme a imagem mais acima, vendi 1000 VALEC19 e comprei 1000 VALEC49.

Na verdade devido a corretora não deixar fazer venda a descoberto, primeiro eu tive que comprar 1000 valec49 para depois poder vender as 1000 valec19.

É bom verificar isso em sua corretora antes de tentar montar a estratégia.

Desmontei a trava no dia 05/03/2015 pagando cerca de +- R$ 34,00, resultando o lucro de

R$ 45,70!

Sim, 45,70 para um risco máximo de perder 500 reais. Como de inicio eu recebi mais ou menos 80 reais, meu prejuízo máximo na operação seria de +- R$ R$ 420,00!

Apesar do pouco dinheiro, essa operação me resultou um ganho percentual sobre o valor arriscado de 9,14%!

Bom, não?

Entre os dias 26/02 à 05/03, a VALE5 oscilou para baixo, favorecendo minha operação.

Como essa operação pode dar errado?

Como essa é uma operação que visa ganhar com a pouca valorização do papel ou sua queda, se ele subir mais do que sua ponta comprada, você perde.

O papel ficando no meio da trava também já é um problema para sua operação.

Pegando a trava que montei como exemplo, veja os cenários para a trava de baixa com CALL;

  • Se VALE5 ficar acima dos 19,85 até próximo do vencimento, o prejuízo pode ser o máximo estipulado.
  • VALE5 entre 19,35 e 19,85 você também perde.
  • VALE5 próximo ou abaixo de 19,35, você ganha.

Cenários para montar uma trava de baixa com CALL?

Conforme contei no decorrer do texto, você pode montar essa estratégia se;

  • Acredita que a ação alvo não vai subir muito.
  • Acredita que a ação alvo vai cair

A trava de baixa com CALL pode ser montada visando os dois cenários acima. Sendo assim, se pretende ganhar com a alta do papel essa operação não é a mais indicada.

Livros sugeridos para aprender opções

Deixo abaixo a recomendação de dois livros que gosto muito sobre o assunto;

Como potencializar uma trava de baixa com CALL?

Montei esses dias uma trava de baixa em COGN3 para aproveitar a maré que o papel se encontra.

Afinal, o papel vem em declínio há um certo tempo.

Contudo, não foi uma simples trava. Eu fiz uns incrementos para potencializar a operação. Confira no video abaixo os detalhes.

Se não sabe nada sobre trava de baixa com CALL, basta ir para o inicio deste texto que eu explico melhor.

Riscos

O problema da potencialização da trava de baixa com CALL é que se a ação subir, passando da opção vendida em CALL e da comprada em PUT, sua operação entra no prejuízo e você já não conta mais com o prêmio que recebeu para montar a trava.

Ou seja, seu prejuízo é maior do que ao simplesmente montar uma trava de baixa (tb) normal.

Isso pois na tb normal, você embolsou a grana da trava. Enquanto no plus que mostrei no video, utilizamos a grana recebida ao montar a tb comprando uma opção.

Onde utilizar?

Essa trava de baixa “potencializada” é interessante montar quando você não tem muito problema se a ação subir.

Vou mostrar o meu cenário para você entender melhor.

Eu estou vendido em PUTs da COGN3 no strike de 7 reais. Por isso que eu montei uma trava de baixa com CALL nos strikes comentados no video.

Pois se a ação continuar caindo, eu ganho na trava e perco nas PUTs. Ao invés de só perder se a ação continuar caindo, eu montei a trava para faturar desse lado também.

E se o contrário acontecer, COGN3 subir ultrapassando a ponta comprada da trava de baixa, eu perco nela mas ganho nas PUTs, afinal, elas virarão pó.

Dessa forma, a estratégia montada no video é interessante para complementar uma operação já em curso.

Hoje eu utilizo as travas combinadas com alguma estratégia já em ação. Pois como já disse aqui e nas redes sociais, eu não sou nada bom de direcional.

Prefiro estratégias que me permitam ganhar em uma faixa do que essas que ganham ou só na queda, ou só na alta.

Com o lucro dessa trava de baixa, eu posso usa-lo para diminuir a exposição em PUTs, diminuir o strike vendido na rolagem…

Enfim, posso ajustar minha posição diminuindo o risco.

Esqueci de algo?

O que achou da trava de baixa com CALL? Complexa, fácil… Deixe seu comentário!

E não se esqueça de me ajudar compartilhando este post em suas redes sociais, combinado?

Pinterest


See ya!

0 0 vote
Article Rating

Subscribe
Notify of
17 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
2 anos atrás

Parabéns, Inglês! Não estou na praia das opções, mas um ganho de 9% em uma operação é de se aplaudir. Uma pergunta, qual o nível de risco de uma operação dessas? Se for relativamente segura, não seria o caso de deixar um cash guardado para ganhar uma grana mais substantiva?

Abraço do DM!

2 anos atrás

Legal II. Nunca mexi com isto por medo de gostar realmente. Dizem que é viciante e perigoso então fica aquele estigma mas para quem sabe o que faz pode ser muito lucrativo! abcs

2 anos atrás

Parabéns Inglês, vi quando você postou que ia adotar essa estratégia dia 24, que bom que o mercado tomou uma direção certa.

Agora, lendo seus comentários, como seria o caso de você perder os 400 reais aplicados??

2 anos atrás

Entendi, blz.

Outra dúvida, foram 11% em cima de 400?

Anônimo
2 anos atrás

Eu irei separar 1k para essas operações sempre na última semana do vencimento para ver se consigo fazer uns entre 150-300 reais.

Usou gráfico para monta-las?

Money Monster
2 anos atrás

Fala II
Também fiz uma operação com compra de calls. Fiz com BBAS.
Vendi 75% delas é já consegui um lucro de 613%!

2 anos atrás

Interessante, Inglês.

Isso se aplica a qualquer mercado, certo?

2 anos atrás

Parabéns II! Dá uma sensação boa, né?

Eu operava mais opções no passado, agora estou mais sossegado com isso. Ultimamente, opero só venda coberta praticamente. Eu me sentia muito preso ao HB quando estava com as posições. Quis me desprender um pouco rrsrs.

Abraço!

[…] você observar bem, note que a operação borboleta consiste na junção de uma trava de baixa e uma trava de […]