CIEL3 e a guerra das máquinas!

As coisas não andam nada fácil para a CIEL3. Depois do movimento do Itaú zerando as taxas de antecipação de recebíveis, veio a Safra copiando sua estratégia.

E para piorar a situação da empresa, seus números do primeiro trimestre de 2019 (1T19) não vieram legais conforme você pode ver neste release.



Detalhe, a guerra das máquininhas nem começou. A Cielo só sentirá os efeitos dela no segundo trimestre (2T19).

Note que ao abrir o release, a primeira informação destacada é de seu lucro líquido de 548 milhões no 1T19. Depois disso, na mesma página temos mais alguns destaques.

Vou citar três;

  • Receita líquida se manteve estável.
  • Gastos totais tiveram aumento de 22%.
  • A Cielo anunciou a distribuição de dividendos e juros sobre capital próprio referente ao 1T19. 

Olha o pulo do gato do release no último destaque!

Para abafar seu desempenho, os caras já anunciam a distribuição dos lucros para tentar amenizar acredito eu o mau desempenho.

Estou errado?

Bom, vamos verificar mais algumas informações seguindo as dicas do livro Investindo para Vencer para ver se encontramos algo de bom nesse balanço.

livro investindo para vencer kindle unlimited 

Quanto ao livro, recomendo e muito sua leitura!

Compre através do link acima ou clicando na imagem e ajude o Investidor Inglês com algumas balas. 😁😁😁

Depois do marketing do livro, vejamos como anda a produtividade da Cielo. E isso observamos segundo a margem bruta.
Vá no release e desça até a ultima página. Para encontrar a margem bruta, você pega a receita liquida e subtrai com o custo dos serviços prestados. Pegue o resultado e divida pela receita líquida e terá a margem bruta.
Logo, a margem bruta da CIEL3 no 1T19 ficou em 47%. Calculando o mesmo período do ano passado, temos uma margem de 56% (1T18).
Resumindo, produtividade caiu
Continuando nessa página podemos ver o lucro operacional da companhia. E isso se deve ao indicador margem EBITDA.

Note que a comparação entre o primeiro trimestre deste ano com o do ano anterior teve uma retração de 15%.

Comparando o 1T19 com o 4T18, a queda se dá em 6,7%.

Olhei meio rápido o fluxo de caixa e também só noto queda nos números. Ou seja, sua geração de caixa também caiu.
E isso que o mercado nem sentiu os efeitos da guerra das maquininhas…
Se a cotação de uma ação reflete o lucro da empresa no longo prazo como bem fala alguns analistas,  concluo que a cotação da CIEL3 continuará caindo…

Pois as projeções não parecem ser nada boas para a Cielo.

Mas lembre-se, este post não é indicação de compra e muito menos venda.

Trata-se de uma análise extremamente rápida e superficial minha sobre os números da CIEL3.

Talvez você nem concorde comigo. Ou concorda?

Análises recentes do Investidor Inglês,

See ya!


21 comentários em “CIEL3 e a guerra das máquinas!”

  1. Entendo que a queda na margem é decorrente do aumento de despesas (com marketing e reforço na equipe comercial), não tendo ligação com queda de produtividade.

    Concordo com o ponto central, a CIEL ainda vai apanhar muito. E só vai sobreviver se se provar superior.

    Abraço!

    Responder
    • Olá Investidor Concursado,

      Eu já entendo o contrário. Ao aumentar despesas, (principalmente com marketing e vendas) é de se esperar que aumente as receitas e por fim lucro. Porém não vimos isso nesse trimestre.

      Por isso que acredito que a produtividade caiu. Mas posso estar errado.

      E quanto a sobreviver, exato! Penso assim também.

      Abraço!

      Responder
    • A queda da margem é decorrente da redução das taxas, isenções de aluguel, que tem sido a primeira tentativa de negociação da CIelo para "segurar" os clientes.
      Ainda virá o impacto da perda de market share para a Safra e demais concorrentes que estão com propostas muito agressivas e historicamente a Cielo e Rede reagem muito lentamente.
      Vejam que a Rede demorou esse tempo todo para agir e após zerar a taxa de antecipação da venda a credito a vista (somente esta modalidade) a Safra reagiu em menos de 3 dias e zerou as taxas na venda do credito a vista e parcelado (não é da antecipação, é da venda!).
      Até agora, a única coisa que a Cielo fez foi oferecer a opção de vendar a maquininha(imitando minizinhas, etc….) e negociações pontuais com cada cliente (que reclama!) para redução de taxas.
      O fato é que hoje é cada vez mais difícil ver uma maquina Cielo nos estabelecimentos, já repararam?
      Acredito que ainda virá outras "porradas" da concorrência, como por exemplo da Getnet que esta apenas observando ate agora e outras menores também como a stone, etc…

      Responder
    • Olá Investidor47,

      Realmente percebi a queda de maquininhas da Cielo por ai. Também, por que pagar mais não?

      Também acredito que a Cielo vai tomar muita porrada ainda. E isso acredito que afetará ainda mais suas ações. Porém, uma hora as empresas vão atingir o limite, é e ai que quero ver quem ganha. Enquanto vão se digladiando, vou tentar observar para ver o que faço

      Responder
    • Sim, principalmente no pequeno Varejo a margem de negociação da Cielo é zero e por isso ela perdeu tanto espaço. Só para voce ter um exemplo, eu vendia 1,5 milhões por ano na maquina da Cielo e mesmo mediante a apresentação de uma proposta mais vantajosa da Getnet eles nao negociaram nada para me reter.
      Essas empresas (rede e Cielo) surfaram muitos anos nos altos lucros baseados na ignorância financeira dos empresários brasileiros, que nem sabem calcular os impactos nefastos que as taxas e principalmente a antecipação tem nos resultados dos seus negócios. Aliás, acredito que a antecipação ainda é a maior fonte de lucro dessas empresas e só agora essas taxas começaram a ser revistas.

      Responder
  2. não concordo que a Cielo esteja perdendo pra rede ou safra pois a base de clientes aumentou nesse trimestre. A cielo continua sendo uma empresa com bons fundamentos. Acho muita histeria essa briga de preços!!!!!

    Responder
    • Olá Unknown,

      Sim a Cielo continua sendo uma boa empresa. A questão é que com a guerra de preços entre os concorrentes, a tendência é seus lucros só diminuírem. Esse é o ponto. E com isso temos dois cenários;

      A Cielo entra na guerra de preços para manter seu mercado ou

      Continua com a soberba e vai vendo sua participação diminuir, diminuir…

      Essa é a minha opinião.

      Responder
  3. Olá II,
    Com o lucro líquido de $548,5 milhões no 1º trimestre acho q a empresa ainda é mto forte, tá é sentindo o baque da adequação após anos estacionária.
    Acho q a Cielo vai apanhar até o fim do ano ou até o ano de 2020 e depois, vai firmar.
    Observei esse dado no release:
    BASE ATIVA DE EQUIPAMENTOS
    A base ativa de equipamentos aumentou 20,1% em relação ao 1T18 e 8,0% em relação ao 4T18. O acréscimo está relacionado ao aumento dos clientes do segmento de microempreendedores.
    Vou acompanhando de perto!

    Responder
    • Olá SVB,

      Exato, a Cielo está sentindo e acredito que continuará sentindo o baque da guerra dos preços.

      Está certíssimo SVB, é uma empresa para se acompanhar de perto. Vamos ver como ela se comporta com a agressividade dos concorrentes.

      Responder
  4. deve repetir ao longo da programação essa semana.
    Em resumo, atiraram contra os concorrentes de forma jocosa (Luciano diz que fazem dancinha pra vender maquina em alusão á moderninha, o que pega mal pois acaba atacando artistas com forte ligação com a globo como safadão e michel teló.
    Depois ataca promoções nao muito claras, letrinhas miudas, etc…. querendo desmerecer a campanha de outros concorrentes.
    Enfim, sentiram o baque e estão com muito medo e partindo pra ofensiva.

    Responder

Deixe um comentário