Imposto de Renda no exercício de Opções CALL

Como visto em meu último post – Vencimento de Opções: Fui exercido e agora?, contei a respeito de minha operação envolvendo a ABEV3 na qual vendi opções CALL tendo como garantia as ações em minha carteira.

Operação essa chamada de Venda Coberta.



E lá no post, me foi perguntado quanto ao imposto de renda, já que nas opções não há isenção dele. Um detalhe que não pode passar despercebido para quem deseja vender suas ações através das opções. Ou seja, meu caso.

Sei que quando você vende uma opção e a mesma vira pó, você paga 15% sobre o lucro. Exemplo;

  • Vendeu ABEVH2 (strike R$18,35) por R$0,30 e no dia do vencimento a ABEV3 está a R$18,00. Sua opção virou pó. Logo você irá pagar 15% de imposto sobre o resultado de (R$0,30 – custos).

Quanto a ser exercido, estava em dúvida de como proceder. Entrei em contato com a corretora mas no fim me deixaram com mais dúvidas. 😁

Resolvi perguntar no Twitter e o perfil @RadarOpcoes me ajudou. Se você foi exercido como eu em opções CALL, o calculo é o seguinte;

  • 15% sobre: Preço Médio da Ação – (prêmio da CALL + preço de exercício)

Pegando o exemplo acima temos o preço médio da ABEV3 de R$16,00 – (R$0,30 + R$18,35 = R$18,65) resultando em R$2,65 de lucro por ação (R$18,65 – R$16,00). Você irá pagar os 15% sobre o resultado de (R$2,65 – custos)

Chatinho não?


UPDATE

Apesar da desvantagem de ter que pagar imposto caso seja exercido, há uma maneira de contornar essa situação como respondi nos comentários.

E esse jeito é usar prejuízos anteriores tanto em ações como em opções no mercado a vista. Lembre-se de não misturar suas operações Day-Trade com as do Mercado a Vista.

——————

Caso tenha algo errado com a conta ai, agradeço o alerta via comentários, email. Toda ajuda é bem vinda!!! 😀😀😀

Ah! E o mais breve possível publicarei meu preço médio em ABEV3 assim como sua rentabilidade. Vamos ver se estou fazendo as contas direito hehe


Aguarde!



See ya!


9 comentários em “Imposto de Renda no exercício de Opções CALL”

  1. Ótimo post, excelente explicação!

    Então caso tenha lucro, você tem sempre que pagar imposto.

    É uma pena, que não tenha isenção de imposto até vendas até 20 mil reais quando você é exercido nas call.

    Isso, é uma desvantagem, comparado com a venda direta de ações, em que fica sem pagar imposto nas vendas até 20 mil reias.

    Abraço e bons investimentos.

    Responder
  2. Um jeito mais simples de pensar o IR de exercício é fazer um pequeno livro caixa da operação, e calcular o IR com base nisso. Mais ou menos assim.

    ABEV3 compra -16,00
    ABEVH2 venda 0,30
    ABEV exercício 18,35
    Custos venda 0,00
    Custos exercício 0,00

    Total 2,6500
    IR 15% 0,3975

    Responder
  3. Eu tinha outra dúvida sobre exercer e já vender a mercado imediatamente, ou seja, uma espécie de day trade. A própria nota de corretagem traz o "D" de DT na coluna de observações. Contudo, essa venda é considerada swing trade, pois a mesma nota não desconta o IR dedo duro, ou seja, em teoria, o lucro do exercício (tomar a ações e vende-las ou vice-versa) entraria sim no limite abaixo de 20.000.

    Responder

Deixe um comentário