Calcular Rentabilidade de Ações usando TIR

Confesso não ter o costume de acompanhar a rentabilidade das minhas ações, fundos imobiliários e etc. Ainda mais usando essa tal de TIR.

Até por isso comecei a publicar mês a mês um acompanhamento dos meus investimentos.

Logo vou aproveitar que fui exercido em ABEV3 para ver como se saiu esse meu investimento e deixar registrado aqui no blog.

Assim, eu costumo calcular rentabilidade no Google Sheets usando a seguinte fórmula;

= - (preço total de compra - preço total de venda) / preço total de compra

Assim somei todas minhas compras, ou seja, meus aportes já acrescidos de corretagem e outros. Em separado somei dividendos, jcp e vendas para usar a fórmula ai de cima.

Em resumo, meu resultado ficou em 29% no total.



Ou seja, em 5 anos minhas ABEV3 renderam vinte e nove porcento.

Claro, isso se essa fórmula se aplicar a essa questão. Na dúvida, resolvi utilizar o método abaixo.

Usando a TIR para calcular a Rentabilidade das suas Ações

Para quem não conhece, TIR vem do Inglês Internal Rate of Return (IRR) onde traduzimos para Taxa interna de Retorno.

TIR calcular rentabilidade de Ações
Fonte imagem: Suno Research

Resumindo, ela mede a rentabilidade de um investimento. Veja o que o Wikipédia fala a respeito dela.

TIR é uma taxa de desconto hipotética que, quando aplicada a um fluxo de caixa, faz com que os valores das despesas, trazidos ao valor presente, seja igual aos valores dos retornos dos investimentos, também trazidos ao valor presente.

Fonte Wikipédia

Como nem sei por onde começar a calcula-la manualmente, volto para as santas planilhas do Google e descubro ser extremamente simples calcula-la por lá.

Veja a fórmula para calcular a rentabilidade das suas ações usando TIR no Google Scheets, Excel ou Libreoffice;

=XTIR(células contendo aportes em negativo, dividendos e jcp ; data dos aportes e recebimento dos dividendos e jcp)

Se seu programa estiver em inglês, mude XTIR para XIRR !!!

Na figura abaixo, veja como está lançado meus dados;

Aportes, Dividendos e Juros sobre capital próprio

Na tabela acima, onde está negativo foram minhas compras em ABEV3 e o restante foram dividendos e jcps.

Assim, digamos que a célula onde está registrado minha primeira compra seja a b2 e minha última operação, no caso a venda seja b30, a fórmula fica assim;

=XTIR(B2:B30;C2:C30); Onde as células C representam as datas.

Usando essa fórmula, obtemos a rentabilidade anual de um investimento. E aplicando ela em meus dados, obtive o percentual de 5,86% anuais de retorno da ABEV3.

Hmm, pouco não? Lembrando que fiquei com as ações no período de 5 anos.

Sendo assim, o que achou desta minha rentabilidade?

Pinterest


See ya!

5 1 vote
Article Rating

Subscribe
Notify of
26 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
2 anos atrás

Tenho poucas ações da abev3 em carteira e estou pensando substituí-las, mas vou refletir melhor essa questão. Como ela pode ser considerada como ação defensiva pode ser inteligente ter-la.

2 anos atrás

Prezado II,

A avaliação do investimento pela TIR é muito melhor, e eu gostaria de analisar os meus por ela.

A dificuldade, porém, é ter todos os dados de compra, venda, proventos e datas bem organizados para fazer a análise.

Infelizmente eu não tenho (ainda) essa organização, hehhehe.

Parabéns pelo post explicativo e vamos em frente!

2 anos atrás

Olá II,

Eu nunca usei essa fórmula. Bom saber que é fácil de ser usada no google sheets.

Os retornos nesses 5 anos não foram muito bom. Perdeu até para a poupança. Mas investimentos são assim mesmo.

Abraços.

2 anos atrás

vc já chegou a fixar uma taxa de atratividade para os seus investimentos ou prefere compará-los entre si e cortar os com menor TIR?

2 anos atrás
Reply to  Bicho Poupão

Também nunca havia aplicado TIR a ações, mas eu suponho que valha a pena procurar algo que historicamente esteja acima de uns 15%. Como ninguém tem bola de cristal, não sei se eu investiria com base na TIR histórica, mas ela pode pelo menos indicar a performance da ação no tempo e evidenciar algumas coisas, como o impacto de dividendos e distorções de não-recorrentes.

De qualquer forma vou brincar um pouco com as planilhas haha

2 anos atrás

Pouco realmente II. CDI nos últimos 5 anos rendeu 68,97% ou 13.7%aa. E ainda tem gente que reclama da renda fixa brasileira. Abcs

2 anos atrás

Realmente muito pouco. Me faz pensar que em alguns momentos vale a pena realizar o lucro. Comecei na ABEV3 ha pouco mais de um ano, passados poucos meses cheguei a ter 15% de lucro e agora estou em 0%. Devia ter vendido quando bateu 15% pra comprar agora que está no chao mas infelizmente minha bola de cristal estava embaçada. Bons investimentos !

Anônimo
2 anos atrás

Eu também computo meus investimentos usando a TIR. Faço isso desde 2008. Na época não conhecia a função XTIR do excel e, por isso, fiz os calcucál na minha planilha mesmo (um esquema iterativo), que uso até hoje.

A única simplificação que faço e considerar que todas as compras são no dia 1 do mês, sendo que na verdade há uma variação de cerca de 2 ou 3 dias, para mais ou para menos.

Mas como meu intervalo é mensal, isso nem altera muito os resultados.

Anônimo
2 anos atrás
Reply to  Anônimo

Penso não. É exatamente o mesmo resultado, então dá na mesma. Prefiro manter minha planilha velha de guerra mesmo rs

2 anos atrás

Normal inglês, cada ação tem sua função, ABEV eu vejo como protecao da carteira, o PB dela faz um tempo que está bem alto. Empresas qnd vc entra com um PB muito alto dificilmente vao valorizar muito. A função do zagueiro no time não é fazer gol, é evitar gol. Eu vejo minha carteira como um time de futebol.

Essa planilha que calcula a TIR é publica? Abraço!

Anônimo
2 anos atrás
Reply to  Frugal Simple

Calcular a tir é fscil. Coloca as datas das compras/vendas numa coluna, os valores na outra e usa a função xtir no Excel.

2 anos atrás

Puts, participo pouco das discussões do seu blog pq simplesmente não entendo nada dos assuntos que vc geralmente escreve, muito complexo para a minha formação de segundo grau "compReto"!rs
Mas sempre leio tudo… talvez um dia crie vergonha na cara e me dedique mais profundamente a esses assuntos.

Sr. IF365

Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
http://www.srif365.com

2 anos atrás

Olá Investidor Inglês,

Eu vendi ABEV3 da carteira e comprei VIVT3, apesar de ambas serem patrocinadores da seleção da CBF, a segunda paga dividendos maiores e vai pagar um dividendo extra não recorrente com a redução do PIS/COFINS na base de cálculo do ICMS (O total é de R$ 1,6 Bilhões).

Este mês eu preenchi a planilha do Douglas Lombello (https://sites.google.com/view/dlombelloplanilhas/). Esta planilha é espetacular, calculando a TIR da carteira e de cada ativo individualmente. Apesar de ter que preencher os dados desde 30 meses atrás, valeu muito a pena pelo resultado.

Grande Abraço

2 anos atrás

Olá Inglês! Você usa o método adequado, mas sempre é bom compará-lo com um benchmark, algo fácil de se fazer. Eu confesso que não penso muito no rendimento de ativos isolados. Eu tenho apenas o rendimento total deles, como vc calculou no início do post. O único rendimento que faço mensal e fechamentos anuais é o valor total da carteira. Para você que me conhece, é aquela velha história… custo e benefício. Como olho a carteira como um todo, o rendimento isolado não me interessa muito. É muita informação rsrs imagine ficar analisando TIR de uns 50 ativos 😛 E… Read more »