Mudanças a vista? Girar patrimônio? Será?

Hey!

Hoje falo depois de um bom tempo sobre minha carteira de ações. A ultima vez que vim aqui falar sobre ela foi neste texto aqui – Alterações na Carteira de Ações ao longo dos anos.



E a ideia que trago hoje é parecida com a do post mencionado acima. Com um mero detalhe, hoje venho expor meu racional para tais alterações.

Depois de ler o post do Samurai – Dúvida cruel, investir em empresas de dividendos ou aproveitar o bull market com empresas de crescimento e endividadas, fiquei olhando para minha carteira e ver como anda o percentual destas duas categorias.

Na categoria crescimento, tenho;

  • WEGE3
  • RADL3
  • UGPA3
  • GRND3
  • MDIA3
  • FESA4

Já na de dividendos;

  • ABEV3
  • ODPV3
  • TAEE11
  • EZTC3 
  • EGIE3
  • CIEL3
  • ITSA4
O percentual entre elas está equilibrado, tirando EGIE3 na qual comecei a comprar recentemente e WEGE3 e ODPV3 que vendi algumas ações lá atrás para aproveitar uma promoção de um CDB. 
Depois de apresentar como está minha carteira, vamos para as mudanças pretendidas e meus pensamentos…

Bom, e quais as mudanças estou pensando?

Acredito que devido ao efeito América, digo, investir em ações americanas, estou desapontado com algumas ações na questão distribuição de dividendos. Poxa, a gigante Ambev distribuiu quanto ano passado? E para este ano, irá aumentar?

Nos EUA, as empresas distribuem dividendos como um relógio. Não dá para comparar com nosso mercado, mas quando se tem as duas ações, fica complicado não observar esse fato.

Apesar da menção acima, não é a questão distribuição de dividendos que me faz pensar em girar patrimônio, e sim aumentar posição em empresas de crescimento. Por isso estou propenso a vender boa parte das minhas ABEV3 e WEGE3 também.

Aproveitarei os ganhos que obtive nestas duas ações e alocarei provavelmente em um FII de papel, com a intenção de aguardar alguma oportunidade. Além de ganhar em aumento de aportes com os rendimentos do FII.

Minha ideia é aumentar a participação de empresas de crescimento pois tenho um pequeno patrimônio, assim preciso de ações desse tipo para alavanca-lo.

E a meu entender, Blue Chips não servem para isso. São legais para iniciar e se acostumar com o mercado de renda variável. Mas após um tempo, não vejo sentido em ter-las em minha carteira.

E ai, o que acha do meu racional?  Faria igual?  Não mudaria?  Deixe seu comentário.

Lembrando que este post não é recomendação de compra/venda para nenhum ativo aqui mostrado!

Bis bald!

0 0 vote
Article Rating

Subscribe
Notify of
35 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments

IInglês,

Eu não venderia boas empresas para migrar para ações americanas. Estas também estão esticadas.

O que eu fiz foi parar de aportar no Brasil e ir aportando no exterior até ter pelo menos ⅓ lá fora. Agora já to aumentando para ½ lá fora.

Assim vai equilibrando a carteira. Só recomendo girar patrimônio quando você tem uma ação que subiu muito, tipo mais de 30% em pouco tempo e tem outra muito promissora descontada pelo menos 15%. Claro que os números não são pétreos mas a ideia é essa.

Eu não faria isto. Não estamos em momentos de boas compras. Ibovespa batendo a máxima direto.

Anônimo
2 anos atrás

Por curiosidade qual seu plano final de IF? Viver de dividendos ou contar com a valorização das ações para poder sacar periodicamente tipo "regra dos 4%"? No meu caso como foco exclusivamente em viver de dividendos dependo mais dos cupons do Tesouro Direto (sei que não é dividendos) e em FIIs, ações acabaram ganhando só 10% da minha carteira e resumem-se a ITUB e TAEE que pagam dividendos meio que constantes. Não consigo planejar a minha IF se dependesse muito dos dividendos das ações que são esporádicos e também não me agrada a regra dos 4%. Mas cada um tem… Read more »

2 anos atrás

Bom Dia,

Venho aqui pedir se tem interesse em parceria de blogs,
Tenho o meu blog desde 2013,2014, mais havia parado de fazer postagens.
Ultimamente estou voltando, produzindo conteúdo para o blog relacionado a investimentos,
aplicações financeiras, imposto de renda.

Operei na Bolsa de Valores desde 2012 a 2014, mais ou menos
Mais ai depois acabei parando.

Se tiver interesse em adicionar meu blog na sua lista de parceiros
carteiradedividendos.blogspot.com

tenho também um grupo de facebook que criei essa semana e vou começar a usar.
https://www.facebook.com/groups/148347269173425/

Abraços
Allan S. Pereira

2 anos atrás
Reply to  allan

Na época me encantei com o daytrade de ações, fui em opções e mercado futuro.
Usava a alavancagem pra operar daytrade. Ganhava um pouco e perdia.
No final das contas, mais perdi do que ganhei.
E não tinha a mentalidade de comprar ações, pensando em dividendos, jscp, alugueis, fundos imobiliarios.
Então com o tempo acabei largando mão.
Mais tenho vontade de voltar, com a mentalidade de obter dividendos, jsc, alugueis.

2 anos atrás
Reply to  allan

Olá investidor Inglês,

Gostaria de pedir para alterar o link no seu blog, pois as postagens que faço não está atualizando.

Altere para feeds.feedburner.com/carteiradedividendos

Obrigado e abraços.

2 anos atrás

Fala II! Esse mês estou indo para esse lado também, seguindo minha estratégia de alocação de ativos. O percentual de ações subiu além da meta original, e os FIIs estão um pouco abaixo. Faço isso de forma automática, sem pensar se algo vai subir ou cair. Difícil prever, né? Gosto muito do método, me dá paz e uma boa remuneração. 🙂 Quando às divisões das classes de ações, não costumo dividi-las em dividendos e crescimento, até porque há uma área cinza entre elas. Eu costumo dividir por setor. Apesar de gostar do setor elétrico e seguros, coloco um % máximo,… Read more »

Anônimo
2 anos atrás

Sinceramente, Abev e Weg são ótimas empresas e não as venderia se sua estratégia é buy and hold. Podem não ser dividend aristocrats mas não está nada mal também para empresas brasileiras. Eu aumentaria posição caso haja alguma queda maior…mas vc quem sabe

2 anos atrás

Olá II,

GRND3 para mim é de dividendos. Realmente a Ambev não está pagando muito dividendos. Eu não sei como vai ser no futuro.

Bons investimentos nos EUA.

Abraços.

Anônimo
2 anos atrás

Grendene é uma super empresa porém sempre cara. Ambev é a renda fixa do mercado de açoes, ou seja, não dá sustos…serve um proposito de quase ser um fund "multimercado" kkk

2 anos atrás

Justamente. Renda fixa das ações. Problema da Ambev é que virou escolha óbvia. Ação obvia me desanima. Mas este acaba sendo o ponto frágil da minha carteira, tenho um monte de ações não óbvias, que vivem me dando susto rs

2 anos atrás

Eu não faria isso, aportaria dinheiro novo nessas ações que pretende comprar.
acho mais interessante do que girar patrimônio. e assim vc tbm entra aos poucos, reduzindo riscos de uma queda expressiva afetar muito seu patrimônio

se puder, adiciona meu blog no seu blogroll 😀

2 anos atrás

Apesar de Não ter Ambev em carteira, más da Weg, sou sócio, não venderia nenhuma das duas. Na minha opinião são tipos de empresas para levar por muitos anos.

2 anos atrás

Venda o que não tem valor apenas. Não seu se é o caso das mencionadas…

2 anos atrás

Para fazer jus ao nome "Inglês", só falta isso, investir em ações gringas hahaha

2 anos atrás
Reply to  Stifler Pobre

Vou mudar meu não nick para os investidor tupiniquim rs
Uo

2 anos atrás

Que carteira linda. Não tem o que por nem o que tirar. Nem sei como esta minha carteira hoje, tem 1 ano que não consolido. Deve ter uns 60 papéis , mas não sei a proporção de cada um, fiquei curioso.
Bom FDS
Uo

2 anos atrás

Às vezes eh bom dar uma manutenção na carteira. Mas vale sempre a máxima de que investimento eh igual sabão quanto mais vc mexe mais ele diminui.

[…] meu último post – Mudanças a vista?, expliquei mais ou menos meus motivos para girar patrimônio. Lá contei que pretendia vender ABEV3 […]