Colocando em prática as Resoluções do Ano! Definindo os investimentos para 2018!

definindo investimentos para 2018

Como todo ano, você foi lá e definiu que iria investir neste ano novo. Saiba que 2018 já está ai e está mais do que na hora de por em prática essa sua resolução.

Lembra do meu post Prepare-se, descubra o quanto você poderá gastar em 2018 ?  Nele propus um jeito diferente de montar seu orçamento doméstico. A ideia que passei é mais ou menos essa;

  1.  Descubra o quanto você receberá no ano.
  2.  Com o valor em mãos, defina um percentual para seus investimentos.
  3.  O que sobrar, é o que você poderá “gastar”.


Com os passos acima, você defini o quanto irá investir mês a mês além de ter noção do que está “disponível” para gastos. 
Vamos ver como isso fica na prática?  

Definindo os investimentos para 2018

definindo investimentos para 2018

Após você calcular seus proventos, assim, seu salário e outros, já que você pode incluir ai 13° se tiver, bonificações e por ai vai…

Eu confesso que não incluo esses extras em minha conta. Deixo eles livres para eu fazer o que quiser!
Mas se quiser incluí-los na conta, fique a vontade.
Bom, com o valor em mãos, você irá definir um percentual para seus investimentos. Se você conhece seu orçamento, ou seja, quanto de dinheiro entra e sai, essa tarefa será tranquila de realizar. 
Vamos pegar o Inglês aqui como exemplo. Veja como eu faço;
  • Eu defino um percentual baixo, tipo 10% da renda mensal.
  • Também defino para onde vai esse valor, no qual escolhi ir para ações. Se quiser, pode escolher um ETF!
  • Lembra que tenho como meta aportar com o mínimo de custos possíveis? Para atender essa minha exigência, utilizo a aplicação automática da Rico na qual tem custo de R$0,50 a cada R$100,00.  
  • Assim, entro em minha conta na Rico e configuro a aplicação, na qual consiste em definir o valor a ser aplicado, a data da compra e as ações.  
  • Após isso, vou em meu banco e programo uma transferência para a data programada na Rico. Ah! e programo para isso se repetir por 12 meses. 
Pronto!

Com esses passos ai, já tenho uma programação de investimentos mínimos para 2018.

Todo santo mês, com dinheiro na conta meu banco irá transferir para a Rico e ela irá comprar o que eu escolhi. Simples não?

Por que um percentual tão baixo?

Eu prefiro definir um percentual baixo devido aos imprevistos que podem ocorrer no mês. Antes de casar eu definia um percentual maior, mas agora a vida é outra, e as responsabilidades também.

Lembrando que isso não quer dizer que me limito a poupar 10%. Com essa minha estratégia, eu garanto que no mínimo 10% vá para investimentos. Além de contar sempre com uns extras devido ao meu baixo orçamento.

Conclusão

Enquanto escrevia esse texto, aproveitei para definir as ações que comprarei mês a mês usando a tática acima. Programei a compra de GRND3, EGIE3 e FESA4. Por hora deixei de fora a TAE11 e ITSA4. Talvez elas entrem, estou pensando a respeito…

O legal dessa estratégia é que você ganha tempo. Você entra apenas uma vez na conta da corretora e define as compras para o ano.

Acredito ser uma estratégia interessante para quem está iniciando na renda variável. Você vai lá e programa sua compra mensal de BOVA11 e pronto. Todo mês compra um pedacinho do índice e fica livre de analises.

Com o tempo livre, você pode estudar e se gostar, mudar a estratégia para ações individuais.

E ai, o que achou da estratégia?  Você adota algo parecido ou completamente diferente?

Bis bald!




18 thoughts to “Colocando em prática as Resoluções do Ano! Definindo os investimentos para 2018!”

  1. Parabéns II pelo post.

    Eu já defino o que vou ganhar no ano todo. As despesas fixas também. Assim sei mais ou menos quantos vão ser os meus gastos. Claro, se não surgirem imprevistos grandes, sei o que vou investir.

    Abraços.

  2. Fala Inglês!

    O Benjamin Graham já falava sobre as vantagens do investimento programado lá nos anos 60. Me parece a melhor estratégia a ser seguida para minimizar riscos e garantir disciplina de aportes. Meu planejamento é bem semelhante, opero com metas factíveis e deixo espaço para eventuais imprevistos no orçamento. De nada adianta estabelecer metas ambiciosas demais e depois se frustrar por não conseguir cumpri-las.

    Abraço!

    1. Fala da Mascada!

      Esse é o ponto, disciplina! Deixar no piloto automático te ajuda a ganhar disciplina. E também a não cair na tentação de ficar abrindo home broker e etc…

      É verdade! Metas muito ambiciosas devem ser feitas com cuidado…

      Abraço!

  3. Fala II! Planejar significa ter sucesso lá na frente! Bons conselhos, principalmente para os iniciantes!

    Pensando justamente neles, incluo a sugestão de eles só partirem para investimentos em ações ou ETFs após completar o seu colchão de segurança, que deve estar investido em RF de curto prazo.

    Abraço!

  4. tenho dois investimentos mensais um em tesouro 2050 de R$150,00 para garantir a aposentadoria, e faço uma capitalização(sem mimimi rsrrs) todo Dezembro que será usado para pagar IPVA IPTU futuramente e também uma fézinha ..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.