A banalização da Greve

Quase um ano após este post, e não é que passamos por outra Greve.

Agora, dos caminhoneiros contra o aumento do Diesel.



Depois de passado o evento, o que mudou?

Ah! O Parente então presidente da Petrobras se demitiu.

E o que mais?

E olha que essa greve conseguiu parar muitas coisas hein!  Onde trabalho mesmo, ficou sem produzir por uma semana.

E pergunto, para que? O que conseguimos?

O #somostodoscaminhoneiros mudou alguma coisa, ou apenas fez a troca popularmente conhecida como;

Seis por meia dúzia?

Melhor se encaixa a frase  “Toma lá, dá cá”…

Enquanto isso, a classe politica continua intacta, fazendo o que bem entendem. E as pessoas brigando por direita e esquerda…

………

E novamente estamos diante de mais uma Greve. Ou deveríamos estar?

E sim, mais uma greve, pelo mesmo motivo da anterior. Quanto a minha pergunta, a resposta para ela é não!

Não concordo com esta greve e tampouco com a anterior. E sabe o por quê?

Por que esta greve está mal fundamentada!

Sim, você não leu errado. Concordo que dessa vez os motivos estão claros. A greve é contra as reformas do Trabalho e da Previdência.

Não é a palhaçada que foi durante a copa, onde as pessoas estavam na rua por estar…

Ah, como eu gostaria que isso fosse verdade…

Bom se há os motivos, qual o problema dessa greve Inglês?

Primeiro, ela não é abrangente.  Quantas pessoas estão apoiando isso ai?

Quantas pessoas estão dispostas a abandonar seus empregos para ficar em uma causa que poucos conhecem, ou se conhecem, mal sabem os efeitos que essas reformas o trarão para suas vidas?

Com isso caímos no segundo ponto, essa greve não é de livre espontânea vontade das pessoas!

Eu não vejo elas se juntando e organizando o ato. Vejo os sindicatos ordenando que as pessoas entrem em greve.

Assim, entrar por entrar…

E com isso as greves vão perdendo sua força…

Eu até falei no twitter se ela já não perdeu. As greves não podem se tornar algo banal. E do jeito que estão fazendo, ela está indo para esse caminho…

Para entender melhor o que estou querendo dizer, você conhece a primeira Greve Geral no Brasil? Leia-a aqui, aqui ou aqui e talvez você entenda meu ponto…

See ya!


8 thoughts to “A banalização da Greve”

  1. Imagina se eu chego pro meu chefe e digo que vou faltar o trabalho pra fazer manifestação política. hahaha

    Detesto esses parasitas, fodem o trânsito todo, atrapalhando a vida de todo mundo e me fazem pensar em emigrar.

  2. Eu trabalhava em um sindicato e concordo com você! A maioria das pessoas que participam do movimento realmente não sabem pelo quê estão lutando ou vale a pena lutar, vão só pra tirar um dia de folga. E alguns dirigentes sindicais também não sabem, estão se matando pra continuar recebendo benefícios dentro do sindicato e pronto. Aqui no meu Estado pouca gente leva eles à sério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.